STF ENQUADRA MINISTRO DO DEDO MÉDIO

Depois de enquadrar o capitão Jair Bolsonaro, agora o STF enquadrou o “sargentão” Queiroga. O ministro da Saúde, que se entregou ao negacionismo bolsonarista, havia determinado a suspensão da vacinação da covid para adolescentes, em mais um dos muitos crimes de Bolsonaro e seu desgoverno contra a saúde pública. Pior: Queiroga, o “ministro do dedo médio”, admitiu que determinou a suspensão da vacinação por ordem de Bolsonaro. Na base do “um manda, outro obedece”, ficou claro que temos como “ministro” da Saúde um “Pazuello de paletó e gravata”. Porque o jaleco, junto com seu diploma, ele já jogou no lixo.

Agora, o ministro do STF Ricardo Lewandowski acaba de derrubar a decisão criminosa de Queiroga, determinando que caberá aos estados e municípios a decisão sobre a imunização de adolescentes. Na verdade, a maior parte dos estados já não vinha acatando a decisão criminosa de Bolsonaro-Queiroga. Mais uma vez o STF vem frear os delírios criminosos de Bolsonaro e seu ministro negacionista. Queiroga acaba de ser enquadrado pelo STF. Será que ele vai mostrar o dedo médio para o Lewandowski?

BOZO RELINCHA NA ONU, PENSANDO ESTAR NO CERCADINHO

Vergonhoso, mentiroso e repugnante, sob todos os aspectos, o discurso de Bolsonaro na abertura da Assembleia Geral da ONU. Na contramão do mundo e da ciência, o sujeito defendeu tratamento precoce da covid e uso de cloroquina. Mentindo para o mundo (será que ele ainda engana alguém?), disse que o desmatamento da Amazônia diminuiu. Disse ainda que os atos golpistas de 7 de Setembro foram os maiores da história do Brasil, quando todos sabem que os maiores atos de nossa história foram em 1984, na Campanha Pelas Diretas Já. Continuando com as mentiras, disse que não há corrupção em seu governo, omitindo os escândalos de Ricardo Salles, do orçamento secreto, e da corrupção na compra das vacinas, dentre outras mentiras. E, como não poderia deixar de ser, atacou a Venezuela e disse, acreditem, que o Brasil “estava à beira do socialismo”. Beira do socialismo com quem? Com o governo Temer-PSDB? Mais uma vergonha internacional para o Brasil. Bolsonaro, que deveria mandar uma mensagem para o mundo, não falou nem mesmo para o Brasil. Ele apenas expeliu asneiras para sua (cada vez menor) bolha de radicais fascistas. Simplesmente ele apenas relinchou na ONU, como se estivesse falando no cercadinho para o seu gado asinino. Lamentável! Vergonhoso! Fora genocida!

VÍDEO: EM NY, BOLSONARO É RECEBIDO COM “FORA GENOCIDA!”

Em Nova Iorque, Bolsonaro foi recebido por manifestantes aos gritos de “Fora Bolsonaro genocida”, ao chegar na residência oficial do embaixador brasileiro para um jantar. Por onde passa, Bolsonaro vem sendo alvos de protestos e recebendo todo tipo de hostilidade dos brasileiros. Assistam ao vídeo. Fora Bolsonaro genocida!

VÍDEO: JAIR RENAN AMEAÇA CPI DA COVID

Jair Renan, vulgo “filho 04” de Jair Bolsonaro, divulgou vídeo ameaçando a CPI da Covid com armas. Não é brincadeira, porque com quase 600 mil mortos não se brinca. Não é “ameaça velada” como alguns estão dizendo. O “delinquente 04” está seguindo o puro estilo miliciano de sua família. Em tom de deboche, Jair Renan dá “bom dia” e aponta para armas na loja de um amigo fabricante dos “brinquedos”. Aos 15 segundos do vídeo, pode-se ver na parte inferior, ao centro, a inscrição “Aloooo CPI”, seguida de “kkkkk”. Assistam ao vídeo de mais um crime de um integrante da “familícia”:

VÍDEOS: QUEIROGA E DUDU BANANINHA SÃO HOSTILIZADOS EM N.Y.

Imagem acima: enfurecido e desequilibrado, o ministro bolsonarista Queiroga faz gesto obsceno para manifestantes anti-Bozo.

Em Nova Iorque para acompanhar a Assembleia Geral da ONU, Bolsonaro e sua comitiva têm protagonizado vexames. E também enfrentado manifestações de hostilidades por parte de brasileiros. Marcelo Queiroga, ministro da Saúde a serviço dos crimes de Bolsonaro foi hostilizado e, possuído por um misto de fúria e desequilíbrio, fez um gesto obsceno com o dedo para os manifestantes. Já Eduardo Bolsonaro, vulgo “Dudu Bananinha”, foi vaiado e hostilizado quando fazia compras na Apple Store. Assistam aos vídeos:

Em outro vídeo vemos “Dudu Bananinha” sendo vaiado e chamado de “vergonha brasileira” na Apple Store, localizada na 5ª Avenida:

O VEXAME COMEÇOU MAIS CEDO

Imagem acima: em Nova Iorque, Bolsonaro, que não pode frequentar restaurante por ter se recusado a tomar a vacina da Covid, come pizza na rua com sua comitiva. Dessa vez a vergonha começou mais cedo.

O vexame internacional de Bolsonaro já começou. Em Nova Iorque, onde participará da Assembleia Geral da ONU, Bolsonaro e sua camarilha tiveram que comer na rua. O motivo? Bolsonaro não pode frequentar restaurantes porque não tomou a vacina contra a Covid. A cena é mais um lamentável vexame do governo brasileiro, que escancarou o seu negacionismo em um evento que congrega representantes de todo o mundo. A cena, onde Bolsonaro aparece comendo pizza com sua comitiva, é ridícula, lamentável e vergonhosa. Dessa vez, o vexame de Bolsonaro começou mais cedo. A continuação da vergonha à qual o Brasil está sendo exposto ocorrerá no seu discurso. Resta saber se foi o Temer que escreveu.

VIVA PAULO FREIRE E FORA BOLSONARO!

Imagem acima: Hoje o Google está homenageando o centenário do Patrono da Educação Brasileira, Paulo Freire.

Hoje é o dia do centenário do “Patrono da Educação Brasileira”, o educador Paulo Freire. Paulo Freire é um dos alvos prediletos dos ataques de Jair Bolsonaro e seus seguidores e uma das maiores vítimas do ódio dos fascistas. Bolsonaro, além de odiar Paulo Freire, o chamou de “energúmeno”. Mas não é assim no exterior. O “Patrono da Educação Brasileira”, que é um dos maiores pedagogos do mundo, é o brasileiro que, em trabalhos relacionados à educação produzidos no exterior, tem o maior número de referências. Mas o ódio de Bolsonaro em relação ao Patrono da nossa educação é tão grande, que até a Justiça teve que proibir que o governo Bolsonaro viesse a atentar contra a dignidade de Paulo Freire hoje, quando são comemorados os 100 anos de seu nascimento. O prestígio de Paulo Freire é tão grande no mundo, que hoje o Patrono da Educação Brasileira está sendo homenageado até no Google, com sua imagem aparecendo no site de busca em todo planeta. Mas infelizmente Paulo Freire, vítima da hidrofobia recalcada do fascista que ocupa a Presidência da República, não terá hoje nenhuma homenagem oficial por parte do Governo Federal. Bolsonaro e seus seguidores preferem idolatrar um torturador e assassino chamado Brilhante Ustra.

Paulo Freire foi perseguido pela ditadura militar implantada com o golpe de 1964, e isso também reforça o ódio de Bolsonaro pelo educador brasileiro que é consagrado no exterior. Seu método de alfabetização, que contextualizava o aprendizado, conscientizando o alfabetizando, não agradava aos tiranos das casernas. O Plano Nacional de Alfabetização (PNA), idealizado por ele, foi banido pelos militares que tomaram o poder de assalto e até aqueles que trabalharam como alfabetizadores foram perseguidos.

É deprimente que o ódio, a inveja e o recalque de alguém que ocupa a Presidência da República chegue a um nível tão subterrâneo quando se refere a um brasileiro que deveria ser exaltado e motivo de orgulho da Pátria, especialmente no dia de seu centenário. São incontáveis o número de títulos de Doutor Honoris Causa ganhos por Paulo Freire concedidos por universidades de várias partes do Mundo. Em um levantamento inicial, contabilizei mais de 40. O ódio de Bolsonaro a Paulo Freire merece o repúdio de todos os brasileiros de bem. Enquanto Bolsonaro suja a imagem de nosso país e nos envergonha no exterior, com o festival de besteiras e barbaridades expelidos diariamente em doses industriais por ele e seus seguidores, Paulo Freire é motivo de orgulho para o Brasil, sendo reconhecido internacionalmente como um dos maiores educadores do Mundo. E hoje, dia do seu centenário, não poderia ser diferente

Viva Paulo Freire! Fora Bolsonaro!

PARABÉNS WEB RÁDIO JOVEM OLARIA! – 11 ANOS!

Tudo começou com um jogo de futebol. Era o dia 18 de setembro de 2010, um sábado, e o Olaria jogaria, na Rua Bariri, contra o Boavista, pela Copa Rio. Mas uma frustração aguardava os torcedores do Olaria naquele dia (e não era a derrota do time bariri, porque o Olaria ganhou o jogo). Ao chegar ao estádio, a torcida do Olaria foi surpreendida porque o jogo seria com os portões fechados. Sem poder entrar no estádio, os torcedores olarienses foram para casa. Porém, alguns poucos torcedores conseguiram entrar no clube com dois laptops e, com o sinal de internet resolveram fazer um teste, pensando naqueles que voltaram para casa sem conseguir ver o jogo. Eles resolveram transmitir o jogo via internet. E a experiência deu certo. Surgia ali a Web Rádio Jovem Olaria. Melhor: o Olaria venceu o jogo por 4 a 3.

Hoje a Web Rádio Jovem Olaria completa 11 anos de existência. São 11 anos de trabalho incansável a serviço da divulgação das coisas do Olaria Atlético Clube, especialmente do futebol. Coincidentemente, a Web Rádio surgiu em um sábado. E era dia de jogo do Olaria. E na Rua Bariri. Tudo exatamente como no dia de hoje. Durante todo esse tempo, sempre falamos que a Web Rádio Jovem Olaria foi o “maior Departamento de Divulgação” do Olaria, levando o nome de nosso clube para vários cantos do planeta. Isso sem contar que possibilitou aos torcedores e associados olarienses um veículo 100% olariense, 100% a favor do Olaria, como um contraponto à mídia tradicional. Por isso, a família olariense orgulha-se dessa Web Rádio e todo olariense hoje deve estar festejando e se orgulhando daquela que, há 11 anos, é a “sua” rádio.

Há exatos 11 anos surgia a Web Rádio Jovem Olaria. Era dia de jogo na Bariri. E hoje também. Naquele 18 de setembro de 2010 o estádio não podia ter público. E hoje também. E, naquele dia, o Olaria venceu o jogo. Esperamos que hoje também. Que seja tudo como há exatos 11 anos, quando nasceu nossa querida Web Rádio. Parabéns Web Rádio Jovem Olaria!

PESQUISA DATAFOLHA: LULA 56% X BOZO 31%

Pesquisa do Datafolha divulgada ontem, 16 de setembro, mostra que Lula vence Bolsonaro com larga vantagem nas intenções de voto para Presidente da República. A pesquisa indica que, em um eventual segundo turno envolvendo Lula e Bolsonaro, Lula ganha disparado: 56% a 31%. São 25 pontos percentuais de diferença, uma autêntica goleada. Em um cenário com João Dória sendo candidato, o resultado é o seguinte:

  • Lula (PT): 44% (46% na pesquisa anterior)
  • Jair Bolsonaro (sem partido): 26% (25% na pesquisa anterior)
  • Ciro Gomes (PDT): 9% (8% na pesquisa anterior)
  • João Doria (PSDB): 4% (5% na pesquisa anterior)
  • Luiz Henrique Mandetta (DEM): 3% (4% na pesquisa anterior)
  • Em branco/nulo/nenhum: 11% (10% na pesquisa anterior)
  • Não sabe: 2% (2% na pesquisa anterior)

Já em outro cenário, com o candidato do PSDB sendo Eduardo Leite, o resultado é:

  • Lula (PT): 42 (46% na pesquisa anterior)
  • Jair Bolsonaro (sem partido): 25% (25% na pesquisa anterior)
  • Ciro Gomes (PDT): 12% (9% na pesquisa anterior)
  • Luiz Henrique Mandetta (DEM): 2% (5% na pesquisa anterior)
  • Eduardo Leite (PSDB): 4% (3% na pesquisa anterior)
  • Em branco/nulo/nenhum: 11% (10% na pesquisa anterior)
  • Não sabe: 2% (2% na pesquisa anterior)

Em um cenário simulado com outros candidatos, o resultado é:

  • Lula (PT): 42%
  • Jair Bolsonaro (sem partido): 24%
  • Ciro Gomes (PDT): 10%
  • João Doria (PSDB): 5%
  • José Luiz Datena (PSL): 4%
  • Simone Tebet (MDB): 2%
  • Aldo Rebelo (sem partido): 1%
  • Rodrigo Pacheco (DEM): 1%
  • Alessandro Vieira (Cidadania): 0%
  • Em branco/nulo/nenhum: 10%
  • Não sabe: 2%

E, no segundo turno, a pesquisa Datafolha mostra que Lula vence disparado Jair Bolsonaro. Eis o resultado:

  • Lula (PT): 56% (58% na pesquisa anterior)
  • Bolsonaro (sem partido): 31% (31% na pesquisa anterior)
  • Em branco/nulo/nenhum: 13% (10% na pesquisa anterior)
  • Não sabe: 1% (1% na pesquisa anterior)

Mas a pesquisa Datafolha, além de mostrar a grande vantagem de Lula na eleição presidencial, também trouxe como resultado o recorde de rejeição atingido pelo governo fascista-miliciano de Jair Bolsonaro. 53% dos entrevistados consideram o governo ruim ou péssimo, o que que justifica o desespero de Bolsonaro. Nem as manifestações antidemocráticas do 7 de Setembro, com dinheiro público e de empresários, foram capazes de barrar a ascensão de Lula e a rejeição ao genocida. Se essa tendência continuar, e com a chamada “terceira via” se derretendo, Lula poderá vencer ainda no primeiro turno.

A CARTA DE PINHEIRO E A CAMPANHA DE NOBLAT

Por que nós, jornalistas, acreditamos facilmente nas informações da Lava Jato? E agora, só com muita dificuldade, que ela também errou feio?” (Ricardo Noblat, jornalista, em tweet de 14 de setembro de 2021).

Em menos de uma semana, duas “cartas” impactaram a Nação. A primeira, bem conhecida, escrita por Temer e assinada por Bolsonaro, data de 9 de setembro e nela, manso como um carneiro capado, Bolsonaro pede arrego ao Judiciário. Mas uma outra carta, que não teve tanta repercussão na mídia, especialmente nas patrocinadoras do golpe de 2016, não pode ser ignorada. Trata-se da carta do empreiteiro Léo Pinheiro, escrita à mão, na qual Pinheiro retira as acusações que havia feito contra Lula na Lava Jato. Como se não bastassem os vazamentos de conversas criminosas de Moro com sua gangue; e como se não bastassem as pilhas de processos contra Lula que estão sendo arquivados pela Justiça, agora um ex-delator retira tudo o que disse contra Lula, o que mostra que as delações eram forjadas, fajutas e sob pressão da quadrilha lavajatista comandada por Moro. Sabe-se, inclusive, que Léo Pinheiro já declarou que pretende escrever “outras cartas” voltando atrás em suas delações, o que, mais uma vez, esganiça a farsa golpista e criminosa que foram as acusações, os processos e a prisão de Lula.

A mídia, em especial a Globo e seus penduricalhos, que tanto pedem que o PT faça uma mea culpa, nunca pensou em se desculpar por ter apoiado e participado dos crimes de Moro. Crimes esses que gestaram o câncer fascista que ora “governa” o Brasil. Mas agora o jornalista Ricardo Noblat iniciou um movimento para que a mídia faça uma autocrítica em relação a tudo o que fez contra o ex-Presidente Lula, embora ele também afirme ser muito difícil para a mídia aceitar que ela também errou. Antes tarde do que nunca, embora o estrago já esteja feito e será preciso muito trabalho para recuperar o país. Resta saber quem irá aderir à campanha de Noblat.