DEPUTADA BOLSONARISTA SE ENCONTRA COM NEONAZISTA ALEMÃ

Imagem acima: A deputada bolsonartista Bia Kicis com Beatrix von Storch, do partido neonazista alemão.

AfD é a sigla de um partido político alemão: Alternative für Deutschland. A Afd é um partido de extrema-direita, xenófobo e de viés nazista. A AfD é alvo de investigação na Alemanha por sua postura criminosamente antidemocrática (tal como muitos bolsonaristas no Brasil). E foi exatamente com uma das principais representantes da AfD, Beatrix von Storch, que a deputada bolsonarista Bia Kicis se encontrou e trocou afagos, o que mostra que as ligações do bolsonarismo com o nazismo já não estão mais nas entrelinhas, mas são escancaradas.

A amiguinha de Bia Kicis que representa o partido neonazista alemão é neta de Lutz Graf Schwerin von Krosigk, que foi ministro das Finanças de Hitler. O encontro de Bia Kicis com a representante do partido neonazista alemão mostra as relações criminosas do bolsonarismo com o nazismo. Para os trouxas “liberais” que apertaram o “17” babando de ódio, é bom lembrar que muitos de vocês são alvos dessa gente de altíssima periculosidade.

VÃO PEGAR O “LADRÃO”?

“Se gritar pega Centrão, não fica um meu irmão…” (General Augusto Heleno, em 2018, durante uma convenção do PSL).

“O Centrão é o que há de pior no Brasil”. (Jair Bolsonaro, durante a campanha em 2018).

“Bolsonaro dá Casa Civil a Ciro Nogueira, líder do Centrão”. (Manchete do Globo em 22 de julho de 2021).

O Centrão, um conglomerado de siglas prostitutas que o general Heleno, em sua paródia ao samba de Bezerra da Silva, chamou a todos de “ladrões” e que Bolsonaro classificou como “o que há de pior” na vida política, finalmente recebeu as chaves do Planalto. O Centrão já estava no governo, ocupando muitos cargos federais. A “velha política”, que Bolsonaro tanto falou que iria acabar, enganando os trouxas que votaram nele, representa Bolsonaro com expoentes como Roberto Jefferson, que dispensa apresentação, e o senador Chico Rodrigues, aquele que foi preso com maços de dinheiro escondidos na bunda. Agora, chegou a vez de um dos grandes expoentes do Centrão, o senador Ciro Nogueira, ser contemplado com um dos cargos mais importantes e estratégicos do governo, que é a chefia da Casa Civil.

Seria bom que o general Heleno, discípulo de Sílvio Frota, se pronunciasse. Ele vai correr atrás para pegar o “ladrão” do Centrão que Bolsonaro nomeou? E seria bom que o próprio Bolsonaro explicasse aos trouxas que votaram nele “por uma nova política”, o porquê de ele dar um cargo tão importante ao líder de um grupo político que ele próprio considera “o que há de pior” na política. Então, vocês vão pegar o “ladrão”?

Esperamos os pronunciamentos. Ou será que o Bozo vai dizer que “acabou a entrevista”?

GENERAL BRAGA NETTO AMEAÇA DAR GOLPE EM 2022

Reportagem publicada no jornal O Estado de São Paulo feita pelas jornalistas Andreza Matias e Vera Rosa fala da ameaça do ministro da Defesa, general Braga Netto, de melar as eleições de 2022 e dar um golpe de Estado que, evidentemente, teria a chancela de Jair Bolsonaro. a reportagem fala do recado mandado por Braga netto ao presidente da Câmara, Arthur Lira. em sua ameaça, Braga Netto disse que “se não houver voto impresso, não haverá eleição em 2022”. A reportagem traz a seguinte informação:

“No último dia 8, uma quinta-feira, o presidente da Câmara, Arthur Lira (Progressistas-AL), recebeu um duro recado do ministro da Defesa, Walter Braga Netto, por meio de um importante interlocutor político. O general pediu para comunicar, a quem interessasse, que não haveria eleições em 2022, se não houvesse voto impresso e auditável. Ao dar o aviso, o ministro estava acompanhado de chefes militares do Exército, da Marinha e da Aeronáutica”.

A mensagem de ameaça de golpe de Braga Netto, como mostra a reportagem, teria sido enviada ao presidente da Câmara através de um interlocutor e, ainda segundo a reportagem, ao fazer a ameaça, Braga Netto estava acompanhado dos chefes do Exército, Marinha e Aeronáutica. Braga Netto, aliás, é aquele bolsonarista típico, que já afirmou que “não houve golpe militar em 1964”.

Assim, tudo indica que a pretensão golpista de Bolsonaro teria o apoio dos chefes militares, igualmente golpistas, que o rodeiam. Resta saber se a maior parte das Forças Armadas, comprometida com sua missão em defesa da Constituição, apoiaria outra aventura golpista na história do Brasil. E ainda se o Congresso se agacharia diante da a ameaça dos militares golpistas e aprovaria o voto impresso que, como sabemos, hoje não seria aprovado pela maioria.

É o momento do Legislativo, do Judiciário e demais instituições em defesa da democracia, inclusive a maior parte das Forças Armadas, comprometidas com sua missão constitucional, repelirem firmemente a tentativa golpista de Bolsonaro e “seus militares” de plantão, hoje inquilinos do Planalto e que tramam para rasgar a Constituição e instaurar outra ditadura fascista no Brasil.

BOLSONARO, DE NOVO, CAGOU PARA A LISTA TRÍPLICE

Bolsonaro já anunciou que indicará novamente, para um mandato de mais dois anos, Augusto Aras para o cargo de procurador-geral da República. Na verdade, Aras tem sido um verdadeiro “engavetador” ou “blindador” de todas as denúncias dos crimes de Bolsonaro e a sua recondução não chega a ser surpresa. Ao reconduzir Augusto Aras ao cargo de procurador-geral Bolsonaro, mais uma vez, ignorou a lista tríplice elaborada pela Associação Nacional dos Procuradores da República, visto que, em 2019, ao ser indicado pela primeira vez por Bolsonaro, Aras estava fora da lista.

A indicação de um nome da lista tríplice é fundamental para que o procurador-geral seja independente e já está provado que, sem independência, o procurador se transforma em “engavetador”, como é o caso de Aras. Embora seja um direito constitucional do Presidente nomear o procurador-geral, a tradição, quebrada por Bolsonaro, mostra que, desde Lula, todos os presidentes indicaram um nome constante na lista tríplice. E é bom que se recorde que apenas Lula e Dilma nomearam o primeiro lugar da lista. Isso mostra quem, de fato, se preocupava com uma PGR independente e realmente apurando, ao invés de engavetar.

Na lista tríplice enviada a Bolsonaro, a mais votada foi a subprocuradora Luiza Frischeisen, que teve 647 votos da categoria. Masd Bolsonaro, dessa vez, não teve o intestino preso e “cagou” mais uma vez para a lista. Se Bolsonaro desejasse mesmo uma PGR independente, ela teria sido a escolhida. Com Aras sendo reconduzido ao cargo, a PGR continuará sendo um braço do fascismo bolsonarista.

Mas a indicação está nas mãos do Senado, que irá sabatinar Aras e aprovar ou não sua indicação. E o Senado não pode se esquecer de que será o procurador-geral da República que dará andamento ou não aos crimes do governo Bolsonaro que estão sendo escancarados na CPI do genocínio. Ou seja, se aprovar o nome de Aras, o próprio Senado irá jogar a CPI pelo ralo visto que, como é esperado, Aras não aceitará qualquer denúncia contra Bolsonaro e sua camarilha. Claro que Aras não terá, como nunca teve, independência. Claro que Aras continuará blindando Bolsonaro. O próprio Aras já vem sendo investigado na PGR por suas omissões.

Agora, com a indicação de Aras o Senado tem, pelo bem dos país, tem duas missões fundamentais: repudiar o pastor fascista-fundamentalista para o STF e repudiar o engavetador bolsnarista para a PGR. Ou será que o Senado, mais uma vez, será cúmplice de Bolsonaro?

FUX CHAMOU O BOZO “NO OVO”

Bolsonaro já vem há tempos ameaçando o processo democrático e fazendo de tudo para tumultuar as eleições de 2022, ao lançar teorias conspiratórias para justificar um golpe que desde sempre pretendeu dar. Mas, enquanto o antecessor de Fux na presidência do STF, Dias Toffoli, nunca fez nada contra as pulsões golpistas e autoritárias de Bolsonaro, chegando a permitir até que o Bozo invadisse a Suprema Corte na companhia de empresários aliados para pressionar pelo fim do isolamento, parece que o Fux não irá contemporizar com discursos golpistas e ameaçadores.

Ontem Bolsonaro foi chamado ao STF pelo presidente da Corte. O teor da conversa não foi divulgado, mas sabe-se que Fux “chamou Bolsonaro no ovo”, certamente passando-lhe um sabão pela ameaça que o genocida fez ao pleito de 2022, quando afirmou que “ou teremos o voto impresso ou não teremos eleição”.

Oficialmente, a conversa trataria da “relação entre os Poderes”, estremecida com as ofensas de Bolsonaro à CPI, ao STF e ao ministro Luís Roberto Barroso, que preside o Tribunal Superior Eleitoral. Há quem especule que tenha havido um “acordo” durante a conversa. Se, por um lado, ninguém pode afirmar que houve um “acordo”, uma coisa porém é certa: Bolsonaro saiu “mansinho” do encontro.

Na entrevista após a conversa com Fux, Bolsonaro fugiu de seu estilo valentão, falastrão e ameaçador, chegando até mesmo a, durante a entrevista, rezar o “Pai Nosso” e dizer que é de “paz e amor”.

Quanta diferença no mesmo sujeito que, há poucos dias, babando de ódio, dizia que “ou teremos voto impresso ou não teremos eleição”. O esporro deve ter sido mesmo muito grande.

MICHEQUE ESTÁ NO CIRCUITO

Esqueçam os 89 mil que o miliciano Fabrício Queiroz depositou na conta de Michelle Bolsonaro, porque esse caraminguá é fichinha perto das altas transações em que a dona Michelle pode estar envolvida. Segundo o PM Luiz Paulo Dominguetti, a primeira-dama também está envolvida na negociação de 400 milhões de doses da vacina AstraZeneca. Ou melhor, “Michelle está no circuito”, como teria dito Dominguetti em uma conversa com uma pessoa de nome “Rafael”. No diálogo, uma mensagem de texto datada de 3 de março, Dominguetti teria dito:

Michele (sic) está no circuito agora. Junto ao reverendo. Misericórdia”…

Como podemos ver, a dona Michelle não estaria sozinha no “circuito”. Ela estaria “junto ao reverendo”. O tal reverendo é Amilton de Paula, que teria recebido a missão de negociar as 400 milhões de doses da vacina. E o que a primeira-dama teria a ver com tudo isso? Ganha 1 dólar por dose quem adivinhar.

Ontem chegou a notícia de que o reverendo já arranjou um atestado para não comparecer à CPI. Justamente quando a dona Michelle parece “estar no circuito”.

As informações sobre o diálogo de Dominguetti com o tal “Rafael” foi publicada pela revista Veja. Quando o tal “Rafael” pergunta se a Michelle em questão é a primeira-dama, Dominguetti confirma que é, dando a seguinte resposta:

Esposa, sim”.

As mensagens publicadas pela revista Veja estão com os integrantes da CPI, que apreendeu o telefone de Dominguetti.

Em sendo verdadeira a afirmação de Dominguetti, será que Bolsonaro também “não sabia” que sua mulher “estava no circuito”? A conferir.

O REVERENDO CAGÃO

No governo em que o “presidente” diz que caga, também temos um reverendo cagão. Trata-se do religioso que recebeu a delegação do governo Bolsonaro para negociar vacinas, o reverendo Amilton de Paula. O reverendo, enrolado como o governo que lhe deu essa missão, também é covarde e cagão e já arranjou pretexto para fugir da CPI, onde ele deveria explicar como que “negociou” vacinas. Amilton de Paula não perdeu tempo e já tratou de arrumar um atestado médico para não comparecer à CPI na quarta-feira, 14 de julho. O reverendo recebeu a missão de negociar 400 milhões de doses da AstraZeneca. Mas agora ele não quer cumprir a missão de explicar ao povo como foi a tal “negociação”.

Esse reverendo é mais um que foge da responsabilidade. Covarde como seu chefe, ele não quer responder pelos seus atos e recorre a desculpas esfarrapadas. Está na cara que o tal “atestado” é uma desculpa fajuta. Em um governo que o presidente diz que “caga”, nada mais coerente do que um reverendo cagão. Tudo, certamente, em nome de “Deus”.

VOTO IMPRESSO E “ROUBO NO VAREJO”

(Fonte: Jornal do Brasil, de 17 de novembro de 1994)

“Na 24ª, o juiz Nélson Carvalhal descobriu quatro cédulas falsas. Beneficiavam os candidatos a deputado federal Jair Bolsonaro (PPR), Álvaro Valle (PL), Vanessa Felipe (PSDB) e Francisco Silva (PP). As cédulas eram feitas de papel mais fino”. (Trecho de matéria do Jornal do Brasil de 17 de novembro de 1994, após as fraudes ocorridas com os votos em papel).

As caligrafias semelhantes se repetiam de quatro em quatro e de dois em dois votos”. (Luiz Noronha, juiz eleitoral da 25ª Zona Eleitoral do Rio de Janeiro em 1994, em declaração publicada na primeira página do Jornal do Brasil de 17 de novembro de 1994).

As urnas eletrônicas foram introduzidas no Brasil em 1996, como decorrência das grandes fraudes verificadas nas eleições de 1994, as últimas em que o voto foi totalmente no papel. Naquela ocasião, as eleições para deputado estadual e federal no Rio de Janeiro foram anuladas, tamanho o número de votos fraudados, e um novo pleito teve que ser realizado.

Em matéria publicada no Jornal do Brasil, eram publicados os nomes dos deputados que haviam se beneficiado com a fraude no voto de papel e um deles era o então candidato a deputado federal Jair Bolsonaro, então no PPR, um dos oito partidos políticos pelo qual já passou. A matéria dizia que os votos falsificados eram feitos de um papel mais fino. Era uma “fraude no varejo”, como dizia o teor da reportagem. Um voto falsificado aqui, outro ali, e vai-se formando um número substancial de votos fraudados. Além dos votos impressos em papel mais fino, haviam também as fraudes feitas no voto de papel oficial e isso ficou evidente quando eram constatadas caligrafias iguais em vários votos. Foi o que constatou, na época, o juiz eleitoral Luiz Noronha. As modalidades de possíveis fraudes não paravam por aí: havia o preenchimento de votos em branco; havia adulteração dos boletins de urna, o que lembrava a fraude do “bico de pena”, muito comum na República Velha. Levando-se em conta a impossibilidade da presença de fiscais de todos os partidos em todas as seções eleitorais do país, especialmente as localizadas em regiões de difícil acesso, é evidente que a fraude ou “roubo no varejo” sempre teve campo para ser praticada com o voto no papel.

A urna eletrônica acabou com tudo isso. Passou por várias auditorias. E nunca houve qualquer fraude comprovada em seus 25 anos de existência. Bolsonaro e sua família sempre foram eleitos por ela. Seu filho “Dudu Bananinha” foi o deputado federal mais votado do Brasil com o voto eletrônico. Que Bolsonaro sempre teve pretensões golpistas, todos sabemos. Afinal, o que esperar de quem sempre defendeu a ditadura e o AI-5? Agora, ele concentra-se ainda mais em acusar o voto eletrônico de fraudulento, quando ele veio para acabar com a fraude. Embora esse ataque não venha de hoje, a queda de sua popularidade, o crescimento de Lula e as pesquisas que apontam sua derrota ainda no primeiro turno, o levaram ao desespero.

Há algum tempo Bolsonaro vem tramando contra o voto eletrônico. Disse que houve fraude em 2018 porque afirma que teria sido eleito em primeiro turno. Nunca apresentou provas. Diz que houve fraude em 2014 e que o “playboy do pó” teria derrotado Dilma. Também não apresentou provas. Seus séquitos no Congresso tentam aprovar o voto impresso, mas sabe-se que não conseguirão êxito. Então, Bolsonaro ameaça o próprio processo eleitoral e as instituições e, em mais um crime, afirmou recentemente que “ou tem voto impresso ou não tem eleição”. A declaração criminosa de Bolsonaro teve o repúdio do TSE, do Congresso e das instituições que, por sua natureza, defendem a Constituição Federal. Curiosamente, nenhuma nota das Forças Armadas sobre a declaração criminosa de Bolsonaro, que desafiou a lei, a ordem, a Constituição e ameaçou as eleições de 2022 foi emitida.

Lembro que o processo eleitoral de 2018 começou com um crime de Sérgio Moro. Agora, o processo eleitoral começa com um crime de Bolsonaro. As instituições devem ser duras contra o golpismo, porque Bolsonaro e seus comparsas defendem a fraude no varejo para acabarem com a democracia no atacado.

MAIORIA QUER IMPEACHMENT DO BOZO

Pesquisa do Instituto Datafolha, divulgada nesse sábado, 10 de julho, aponta que, pela primeira vez, a maioria dos brasileiros é favorável ao impeachment de Jair Bolsonaro. Segundo a pesquisa, 54% dos entrevistados são favoráveis ao impeachment, enquanto que 48% são contrários. A pesquisa também revelou que, no caso daqueles que ainda defendem a permanência do genocida no poder, 68% são empresários, 59% ganham mais de 10 salários mínimos e 56% são “evangélicos”.

Isso explica o desespero de Bolsonaro e seus comparsas. Por isso, a semana foi recheada de manifestações golpistas, como a nota do ministro da Defesa e dos comandantes das três forças. Sem contar a declaração de Bolsonaro que afirmou, com todas as letras, que “ou teremos o voto impresso ou não teremos eleição”. Eles dizem que não acreditam em pesquisa. Mentira. Eles também encomendam pesquisas, apenas não divulgam os resultados. E eles sabem que, se a eleição fosse hoje, Bolsonaro perderia, ainda no primeiro turno. O povo já está nas ruas contra o governo fascista e genocida de Bolsonaro. Já há vários pedidos de impeachment, todos até agora engavetados pelo presidente da Câmara Artur Lira, cooptado por Bolsonaro. E agora, pela primeira vez desde 2020, quando começou a ser pesquisado, o impeachment de Bolsonaro já é defendido pela maioria da população. Então os golpistas, especialmente os fardados, já começaram a se manifestar.

Mas os golpistas não intimidarão a democracia a suas instituições. Se Bolsonaro não sair pelo impeachment, sairá pelo voto, indo direto para a latrina da história, não sem antes pagar pelos seus crimes. É o que quer a maioria do povo.

ADVOGADO DO BOZO AMEAÇA JORNALISTA

Frederick Wassef, o advogado da família Bolsonaro que escondeu o miliciano Fabrício Queiroz em sua residência em Atibaia e conhecido nos meios subterrâneos como “Anjo”, está de novo nas páginas policiais. Desta vez, por enviar mensagens ameaçadoras à jornalista do portal de notícias UOL, Juliana Dal Piva. A mensagem enviada à jornalista, carregada de sandices e erros gramaticais, como a palavra “através” sendo grafada com “z” no final, sugere a morte da jornalista. A mensagem ameaçadora foi enviada à jornalista depois que ela revelou o esquema do roubo de salários de funcionários feito pela família Bolsonaro. Juliana Del Piva vem publicando áudios que comprovam a prática criminosa de Bolsonaro e seus filhos delinquentes.

O advogado da família Bolsonaro já foi denunciado pelo presidente da OAB, Felipe Santa Cruz, à Corregedoria da instituição. O texto ameaçador, no mais puro estilo fascista e miliciano que caracteriza o bolsonarismo, está sendo divulgado nas redes sociais e é um festival de barbartidades. Leiam o texto “in natura” e não se assustem com os absurdos erros de português. Certamente Wassef frequentou o mesmo curso de “Língua Portuguesa” do ex-ministro Weintraub:

“Queria te entrevistar. Voce e socialista ?? Comunista ???? Soldada da esquerda brava ??? E daquelas comunistas gauchas guerreira ??? Voce acredita mesmo que este sistema politico e bom para a sociedade e as pessoas ???? Por que voce nao vai realizar seu sonho comunista em Cuba, Venezuela , Argentina ou Coreia do Norte ??? Por que nao se muda para a grande China comunista e va tentar exercer sua profissao por la ???? Faca la o que voce faz aqui no seu trabalho, para ver o que o maravilhoso sistema politico que voce tanto ama faria com voce . La na China voce desapareceria e nao iriam nem encontrar o seu corpo. O mesmo ocorre na Venezuela , Cuba e outros paraisos comunistas. Entao pergunto a voce, por que faz o que faz com quem tenta livrar o Brasil da maldita esquerda ??? Voce teve este mesmo empenho e obsessao com aqueles da esquerda que desviaram BILHOES DE DOLARES atravez de mil esquemas fraudulentos ??? A parte de seu amor pelo comunismo, voce vai continuar atendendo os pedidos de sua parceira/chefa para me atacar sem parar . Ela te paga ??? Ou e so muito amor por ela ??? Voces estao namorando ???? Se eu financiar todos os custos de viagem para Caracas na Venezuela , voce iria para la fazer umas materias sobre o que esta acontecendo la ??? Se eu te comprar um belo imovel por la, voce moraria la para realizar seu sonho comunista ???? Por que nao experimenta primeiro na sua pele o que e a esquerda, para depois lutar tanto para atingir o Presidente de seu Pais e trazer o comunismo para o meu amado Brasil. Voce e inimiga da patria e do Brasil. Voce sabia que apos o fim da 2 guerra mundial o mundo foi dividido em 2 blocos??? Esquerda e direita ?? Capitalismo e Comunismo ??? Luz e trevas ???? Voce sabia que a maldita esquerda falhou em metade do planeta terra ??? Em todos oa paises e culturas em que se instalou ??? E que ao contrario do comunismo, o capitalismo deu certo em todos os paises e siatemas ??? Entao por que voce luta fanaticamente com suas materias direcionadas e distorcidas da verdade para induzir em erro o publico ??? A esquerda te paga ??? Voce esta feliz e realizada por atacar e tentar destruir o Presidente do Brasil, sua familia e seu advogado ?????”.