BOLSONARO, O GRANDE CULPADO DO TERRORISMO FASCISTA

Imagem acima: o terrorista bolsonarista George Washington de Oliveira Souza, que tentou explodir bombas em Brasília.

Existem vários bandidos que devem (e serão) responsabilizados pelos atos terroristas do fascismo bolsonarista, que vêm acontecendo desde a proclamação da vitória de Lula nas urnas. Bloqueio de estradas, incêndios em ônibus, tentativa de invasão ao STF, tudo com a finalidade golpista de impedir a posse do presidente eleito. A prisão do terrorista bolsonarisra George Washington de Oliveira Souza, que tentou detonar explosivos nas proximidades do aeroporto em Brasília, mostra a intenção clara dessa turba de bandidos e o próprio terrorista confessou a intenção: espalhar o caos no país para a decretação do estado de sítio e suspensão da posse de Lula. Tudo, segundo o próprio bandido, planejado no acampamento dos fascistas aloprados em frente ao quartel em Brasília.

Além de bandidos, esses vermes são imbecis, pois a decretação de estado de sítio não depende única e exclusivamente do Presidente da República. Os Conselhos da República e de Defesa Nacional devem ser ouvidos e a medida teria que ser aprovada pelo Congresso, o que hoje é impossível. Mas os bandidos continuam com suas intenções golpistas e terroristas e um outro vagabundo bolsonarista, Alan Diego dos Santos Rodrigues, comparsa de GeorgeWashington, está foragido. As coisas vão aparecendo à medida que os bandidos são interrogados.

Mas há um culpado maior por todos esses atos, que é o líder fascista Jair Bolsonaro. Desde o primeiro dia de seu mandato ele incentivou atos golpistas, atacou as instituições, tentou emparedar o STF, estimulou discursos contra a democracia nas redes sociais, incentivou o armamentismo de civis, ameaçou o Estado Democrático de Direito. Agora, diante dos atentados terroristas, resultado de seu discurso de ódio e de seu incentivo aos seus fanáticos apoiadores, Bolsonaro se cala. Dizer que ele é cúmplice é pouco, pois ele é o grande culpado. Há quase dois meses que esses vagabundos estão tentando desestabilizar o país, mas Bolsonaro, como seria seu dever, já que (ainda) é o presidente, em momento algum se pronunciou condenando os atentados golpistas-terroristas. Ele é o grande culpado sim e, como o futuro ministro da Justiça, Flávio Dino, já prometeu que nas primeiras horas do novo governo irá agir contra esses bandidos, Bolsonaro deverá ser responsabilizado por ter incentivado e se omitido diante dos crimes contra a democracia praticados por seus seguidores e regidos por ele. Será mais um crime, na extensa lista de inquéritos criminais que Bolsonaro terá que responder a partir de 2023, mas sem a proteção de Lira, Aras, Lidora e outros que o blindaram de todas as responsabilidades. Cadeia para os fascistas!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s