O DESESPERO DO FASCISTA

No mesmo dia em que a pesquisa IPEC apontou Lula com 16 pontos percentuais à frente de Bolsonaro (47% X 31%), Bolsonaro dava vazão, em Londres, ao seu desespero e à sua incorrigível intenção de tumultuar o pleito do dia 2 de outubro. Com a proximidade das eleições, a grande possibilidade do voto útil contra o fascismo e a definição de indecisos a favor do Lula, o desespero de Bolsonaro e de seus comparsas, bem como o desejo de tumultuar o processo eleitoral, só aumentam. A pesquisa IPEC divulgada ontem mostra ainda que Lula teria 52% dos votos válidos, o que o elegeria ainda no primeiro turno.

Diante dessa realidade, que cada vez mais mostra que Lula caminha para uma vitória já em 2 de outubro, o que fez Bolsonaro em Londres, no funeral da Rainha Elizabeth II? Além de campanha política, em uma atitude de total desrespeito ao funeral, o que deixou perplexos diplomatas e chefes de Estado, Bolsonaro também vomitou, de forma criminosa, a seguinte declaração: “Não tem como eu não ganhar no primeiro turno. Se eu não vencer no primeiro turno, algo de anormal aconteceu.” A fala criminosa de Bolsonaro, que contraria todas as pesquisas de opinião reflete, evidentemente, todo o seu desespero com a proximidade do pleito, mas também reforça a conspiração contra a Justiça Eleitoral e contra as urnas eletrônicas e, ainda, de maneira bem clara, pretende convocar seus comparsas e milicianos armados para um tumulto geral no dia 2 de outubro. Claro que Bolsonaro acredita em pesquisas e ele próprio, junto com seu atual partido de aluguel, também já encomendaram várias delas, que mostram o mesmo quadro. Assim, resta a Bolsonaro apenas tumultuar e tentar melar a eleição.

É fundamental, diante das pesquisas e dos desejos golpistas de Bolsonaro, eleger Lula ainda no primeiro turno. O intervalo de quase um mês entre os dois turnos, só serviria para Bolsonaro aterrorizar o ambiente eleitoral, agredir a democracia e fazer ameaças que poderiam até mesmo afastar os eleitores das urnas. Para quem brincou com a pandemia e declarou que quem tomasse a vacina contra a Covid viraria jacaré, agora um tal “jacaré” é que assombra o genocida: no gráfico das intenções de voto, a boca do jacaré está se abrindo a cada pesquisa, mostrando que o fascismo pode ser liquidado ainda no primeiro turno. Derrotar o fascismo em 2 de outubro é a verdadeira missão patriótica dos brasileiros comprometidos com a democracia e, para isso, só há uma alternativa: é votar em Lula. O resto a gente vê depois. Até o “comunista” Henrique Meirelles já chegou a essa conclusão. Resta agora os coadjuvantes e figurantes nas pesquisas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s