OUTRO ESCÂNDALO NO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

O MEC (Ministério da Educação) vem sendo assaltado pelo (des)governo Bolsonaro. Porém, em alguns momentos, os órgãos controladores conseguem evitar o assalto. Depois dos pastores do ouro e da Bíblia que surrupiavam o dinheiro da educação, dessa vez o escândalo de corrupção do (des)governo Bolsonaro envolve a compra de ônibus superfaturados. E bota superfaturamento nisso!

O (des)governo Bolsonaro “concordou” em pagar 480 mil reais por cada ônibus que valem, no máximo, 270 mil, segundo técnicos do próprio FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação). O superfaturamento atingiria o valor de 700 milhões. Diante do flagrante escândalo, o TCU, através do ministro Walter Alencar, decidiu barrar a licitação, que seria mais uma farra de roubalheira no MEC.

Por ora a licitação está suspensa, mas deve-se saber quem está por trás dessa escandalosa licitação. Será que os pastores do Bolsonaro voltaram a atacar? Aguardemos a decisão final do TCU e que esse novo escândalo de corrupção do (des)governo Bolsonaro seja elucidado e os responsáveis respondam por mais esse crime contra as verbas da educação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s