BOZO RELINCHA NA ONU, PENSANDO ESTAR NO CERCADINHO

Vergonhoso, mentiroso e repugnante, sob todos os aspectos, o discurso de Bolsonaro na abertura da Assembleia Geral da ONU. Na contramão do mundo e da ciência, o sujeito defendeu tratamento precoce da covid e uso de cloroquina. Mentindo para o mundo (será que ele ainda engana alguém?), disse que o desmatamento da Amazônia diminuiu. Disse ainda que os atos golpistas de 7 de Setembro foram os maiores da história do Brasil, quando todos sabem que os maiores atos de nossa história foram em 1984, na Campanha Pelas Diretas Já. Continuando com as mentiras, disse que não há corrupção em seu governo, omitindo os escândalos de Ricardo Salles, do orçamento secreto, e da corrupção na compra das vacinas, dentre outras mentiras. E, como não poderia deixar de ser, atacou a Venezuela e disse, acreditem, que o Brasil “estava à beira do socialismo”. Beira do socialismo com quem? Com o governo Temer-PSDB? Mais uma vergonha internacional para o Brasil. Bolsonaro, que deveria mandar uma mensagem para o mundo, não falou nem mesmo para o Brasil. Ele apenas expeliu asneiras para sua (cada vez menor) bolha de radicais fascistas. Simplesmente ele apenas relinchou na ONU, como se estivesse falando no cercadinho para o seu gado asinino. Lamentável! Vergonhoso! Fora genocida!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s