OLARIA: 40 ANOS DA TAÇA DE BRONZE

Imagem acima: A equipe do Olaria, campeã brasileira da Taça de Bronze, posa no estádio do Arruda, em Recife. Em pé: Marcos, Serginho, goleiro Hilton, Paulo Ramos, Gilmar, Salvador, Pino, Mauro, preparador físico Tuninho Barroso, goleiro Júnior e Ricardo. Agachados: Orlando, Chiquinho, Leandro, Lulinha, Aurê e Nunes.

A Rua Bariri está em festa. Há exatos 40 anos, no dia 1º de maio de 1981, o Olaria conquistava, no Estádio do Arruda, em Recife, o Campeonato Brasileiro da Taça de Bronze, naquele que foi o primeiro campeonato brasileiro de futebol da série C da história. Naquele dia, apesar da derrota por 1 a 0 para o Santo Amaro de Pernambuco, o Olaria assegurava o título, pois no primeiro jogo no Rio de Janeiro já havia goleado o seu adversário por 4 a 0. A Taça foi entregue ao capitão Mauro pelo então governador de Pernambuco, Marco Maciel.

Imagem acima: o governador de Pernambuco, Marco Maciel, entrega a Taça de Bronze ao capitão Mauro

A conquista da Taça de Bronze inscreveu o Olaria na galeria dos campeões brasileiros de futebol (são pouquíssimos os clubes brasileiros que sagraram-se campeões nacionais). A conquista veio após o Olaria ter superado, na sequência, os seguintes adversários: Colatina, do Espírito Santo; Paranavaí, do Paraná; São Borja, do Rio Grande do Sul, Dom Bosco, do Mato Grosso e Santo Amaro, de Pernambuco. Comandados por Davi Ferreira, o Duque, o Olaria, mesmo sem fazer um único jogo na rua Bariri, conquistou o título. No Rio de Janeiro, o Olaria mandou seus jogos no Maracanã e o primeiro jogo da final, contra o Santo Amaro, foi realizado no antigo estádio do Botafogo, em Marechal Hermes.

Imagem acima: O capitão Mauro ergue a Taça de Bronze no estádio do Arruda, no dia 1º de maio de 1981.

Hoje os olarienses estarão homenageando os heróis da grande conquista: goleiros Hilton e Júnior, Paulo Ramos, Mauro (capitão), Salvador, Gilmar, Ricardo, Lulinha, Orlando, Chiquinho, Zeíca, Nunes, Aurê, Catinha, Cláudio, Edvaldo, Jairo, Manissera, Leandro, Marcos, Pino, Serginho e Sérgio Luís. O preparador físico foi Antônio Barroso, mais conhecido como Tuninho Barroso. O médico era o doutor Arthur Jordy. O massagista, Wilson Gouveia.

Orgulho de todos os olarienses, que a conquista da Taça de Bronze, que hoje completa 40 anos, ilumine e inspire o Olaria Atlético Clube em sua escalada para o seu verdadeiro e natural lugar no futebol – a primeira divisão!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s