CORONAVAC FAZ BOZO VIRAR CAMALEÃO

Bolsonaro acaba de sofrer outra derrota. Agora, ele perdeu para a vacina. Ele perdeu para a ciência. Ele perdeu para o Instituto Butantan. E, como sempre, vai querer surfar como se fosse o vencedor. Mas a verdade é que ele foi nocauteado pela Coronavac, aquela vacina que ele dizia que “é do outro país” (referindo-se à China). Aquela vacina que ele disse “que não ia comprar”. Aquela mesma vacina que ele “mandou cancelar”. O “coiso” chegou a comemorar, dizendo que era “mais uma que o Bolsonaro ganhava” quando um voluntário cometeu suicídio. A mesma vacina que ele disse que, quem a tomasse, “viraria jacaré”.

Agora, quando ele viu que a vacina é irreversível, depois de ter falado todas as imbecilidades possíveis sobre ela, e vendo que seu desafeto Dória capitalizou politicamente, ele diz que “a vacina é do Brasil”. Mas não era da China? Claro que Dória fez palanque político, mas Dória ocupou um espaço que, desde o início da pandemia, Bolsonaro se recusou a ocupar. E agora ele tenta pegar carona. Quando soube que Doria iniciava a vacinação em São Paulo com um lauto palanque político, imediatamente Bolsonaro mandou o seu ministro-fantoche da Saúde copiar Dória e fazer também um palanque. Mas já era tarde. Nessa briga o “fascista nutella” ganhou do “fascista raiz”.

Vendo a reação positiva do início da vacinação, Bolsonaro imediatamente mudou seu tom e, agora, já diz que a Coronavac “é do Brasil”. Bolsonaro não virou jacaré. Mas, do modo como mudou a coloração de seu discurso, parece que virou camaleão.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s