BOLSONARISMO DERROTADO NAS URNAS

Nas eleições de ontem não estavam em jogo apenas os cargos de prefeitos e de vereadores. As eleições municipais sempre acontecem dois anos após as eleições presidenciais. E evidentemente as eleições municipais servem como um “prestigiômetro” do Presidente da República. E, em se tratando de Bolsonaro, ele sai dessas eleições municipais como o maior derrotado. Vejamos:

Em São Paulo, seu candidato declarado a prefeito, Celso Russomanno, foi impiedosamente surrado nas urnas, não apenas ficando fora do segundo turno, mas ainda amargando um quarto lugar, com pouco mais de 10% dos votos. e ainda viu Guilherme Boulos ir para o segundo turno.

No Rio de Janeiro, seu candidato declarado a prefeito, Marcelo Crivella, o atual prefeito, ficou em segundo lugar, bem atrás do primeiro colocado, Eduardo Paes. A diferença foi de quase 17 pontos percentuais e parece que o apoio do Bozo só vai conseguir, no máximo, adiar a derrota de seu pupilo fundamentalista. Além disso seu filho, Carlos Bolsonaro, apesar de eleito (o que já era esperado), teve 71 mil votos (em 2016 ele foi o mais votado, com 106.657 votos). Carluxo foi suplantado pelo professor Tarcísio Motta, do PSOL, o mais votado esse ano, com 86.426 votos. E não foi só: sua ex-mulher Rogéria Bolsonaro, que teve todo o seu apoio, além de não ter sido eleita, teve pouco mais de 2 mil votos.

Mas o fracasso bolsonarista não foi registrado apenas nas duas maiores cidades do país. Abaixo, listamos outros candidatos apoiados por Bolsonaro que foram derrotados nas urnas:

Em Recife, a delegada Patrícia ficou em quarto lugar.

Em Manaus, o coronel Menezes ficou em quarto lugar.

Em Belo Horizonte Bruno Engler ficou em segundo lugar, mas já perdeu a eleição porque Alexandre Kalil venceu no primeiro turno.

E não poderíamos deixar de mencionar Wal Bolsonaro, a “Wal do Açaí”, aquela funcionária fantasma dos Bolsonaros. Candidata a vereadora por Angra dos Reis, Bolsonaro não apenas deu o apoio como emprestou seu nome à sua ex-funcionária fantasma. E parece que ela virou uma candidata fantasma. Até ontem à noite Wal Bolsonaro estava em 100º lugar, com 37 votos. Parece que a onda fascista-bolsonarista de 2018 virou mesmo marola. Aguardemos por 2022!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s