PESQUISA IBOPE: PAES 27% X CRIVELLA 12%

Fonte: ibopeinteligencia.com

Foi divulgada nessa sexta-feira, 2 de outubro, a primeira pesquisa Ibope para prefeito do Rio de Janeiro. Eduardo Paes aparece, com grande folga, em primeiro lugar, com 27% da preferência, seguido de Marcelo Crivella com 12%. Em terceiro lugar aparece Martha Rocha com 8%, seguida de Benedita da Silva com 7% e a grande surpresa da pesquisa, Cyro Garcia, o eterno candidato do PSTU, com 3%, à frente de candidatos e partidos mais conhecidos e tradicionais. Como a margem de erro é de 3 pontos percentuais, pode-se considerar Crivella, Martha Rocha e Benedita da Silva tecnicamente empatados o que, em um início de campanha, significa que Crivella, com grande rejeição, tem sua ida ao segundo turno ameaçada. Como a pesquisa foi realizada entre 30 de setembro e 2 de outubro, ela já reflete repercussões do primeiro debate, realizado pela TV Bandeirantes em 1 de outubro.

Detalhe importante desta primeira pesquisa é que ela foi feita de forma presencial, como é tradição. O Ibope informou em seu site que todos os seus entrevistadores usaram equipamentos de proteção individual.

A maior rejeição não chega a ser novidade: Crivella é o candidato mais repudiado pelos cariocas, com 57% de rejeição, seguido de Clarissa Garotinho (certamente pelo lastro do sobrenome) com 38%, Eduardo Paes, com 32% e Benedita, com 24%. Abaixo, o quadro completo das rejeições:

  • Crivella: 57%
  • Clarissa Garotinho: 38%
  • Eduardo Paes: 32%
  • Benedita da Silva: 24%
  • Cyro Garcia: 15%
  • Paulo Messina: 9%
  • Bandeira de Mello: 8%
  • Martha Rocha: 8%
  • Fred Luz: 7%
  • Glória Heloiza: 6%
  • Henrique Simonard: 6%
  • Luiz Lima: 6%
  • Renata Souza: 6%
  • Suêd Haidar: 5%
  • Não sabe/não respondeu: 7%
  • Poderia votar em todos: 1%

Ao que parece, em se tratando de uma eleição com pouco tempo de campanha, a disputa ficará entre quem irá ao segundo turno com Eduardo Paes. E, do segundo ao quarto colocados (Crivella, Martha e Benedita), todos ainda têm chances. Pergunta-se se poderá se repetir nessa eleição o “fenômeno Witzel”, que começou com 1% e acabou sendo eleito governador. Não acreditamos, por dois motivos: primeiro porque, naquela eleição para governador, Eduardo Paes derrotou Witzel na capital e os atuais números mostram que o ex-prefeito ainda mantém uma base sólida de apoio na cidade. Em segundo lugar porque, depois do Witzel, o eleitor deve estar um tanto arredio com essa história de “outsiders”.

Cabe lembrar que Martha Rocha, que aparece em terceiro lugar e empatada tecnicamente com Crivella e Benedita, possui uma baixa rejeição (apenas 8%), ao contrário de Crivella, Paes e Benedita. Entendemos assim que caso ela consiga ir ao segundo turno, teria grande chance de vitória.

Outra conclusão da pesquisa é que o Cyro Garcia, de um partido sem recursos, sem tempo de TV e sem participar do debate, já pode dizer (talvez pela primeira vez) que está tecnicamente empatado com Martha Rocha e Benedita, a terceira e a quarta colocadas. Se fizéssemos uma comparação com o futebol a condição de Cyro, do PSTU, seria semelhante à de o Atlético Goianiense ir para a Libertadores. Mas sobre isso falaremos depois.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s