A JUSTIÇA, 5 ANOS DEPOIS: PALESTRAS DE LULA FORAM LEGAIS

Depois de cinco anos de investigações, a Justiça acabou chegando à conclusão de que não houve qualquer ilegalidade nas palestras do ex-Presidente Lula. A juíza Gabriela Hardt, da 13a. Vara Federal de Curitiba, que era comandada por Moro, concluiu que não houve qualquer ato ilícito em relação aos recursos recebidos pelo ex-Presidente. Assim, mais uma vez, as “convicções” de Dallagnol e as “certezas” de Moro se dissolveram como castelos de areia. A juíza Gabriela Hardt afirmou em sua sentença:

“Como não houve comprovação de que os valores bloqueados possuem origem ilícita, deve-se presumir a sua licitude.”

Lula manifestou-se após a sentença, comentando que até a revista Veja, historicamente antipetista e lavajatista, teve que reconhecer e publicar sua inocência depois de cinco anos de perseguições. Mais uma derrota do conluio Moro/Dallagnol. Vitória, ainda que tardia, da verdade, da democracia e do Estado de Direito.

Mas ainda falta a Justiça reconhecer a parcialidade de Moro no processo contra Lula. E, depois disso, Moro e seu comparsa Dallagnol nas falcatruas da Lava Jato irem para a cadeia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s