FLÁVIO FOGE DO “CARA A CARA”

Flávio Bolsonaro não comparecerá à acareação com o empresário Paulo Marinho, ex-aliado dos Bolsonaros. O “cara a cara” entre Flávio e Marinho está marcado para o dia 21 de setembro. No entanto, faltando ainda mais de um mês para a acareação, a defesa de Flávio Bolsonaro já informou que ele não irá comparecer. A investigação é sobre o vazamento de informações sigilosas da Polícia Federal. Paulo Marinho acusou Flávio de ter recebido antecipadamente dados sobre as operações da Polícia Federal contra o “laranja” Fabrício Queiroz em 2018. Tudo para não prejudicar o Bolsonaro na eleição. As acusações de Paulo Marinho são gravíssimas e parecem mostrar que o tal “controle” da Polícia Federal já era, de algum modo, exercido antes mesmo da posse de Bolsonaro.

Paulo Marinho acusou Flávio Bolsonaro de receber informações sigilosas vazadas da Polícia Federal. Flávio negou. Porém Marinho disse ter provas. Então, o Ministério Público marcou a acareação entre os dois. Mas agora a defesa de Flávio Bolsonaro diz que ele não poderá comparecer. A alegação é a de que sua agenda estará “cheia” em 21 de setembro, o dia do “cara a cara”. Na condição de senador, Flávio de Bolsonaro tem o direito de marcar nova data. Mas, para quem diz ser inocente, ele deveria o mais rápido possível encarar o seu acusador e desconstruir toda a acusação. Porém, com mais de um mês de antecedência, ele prefere dizer que não irá. Será que quando ele estiver diante do Paulo Marinho ele vai desmaiar?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s