MINISTRO VAI TER QUE SE EXPLICAR

Antes mesmo de se explicar no Congresso André Mendonça, o ministro “terrivelmente evangélico” da Justiça, vai ter que se explicar no STF sobre o tal dossiê do governo, elaborado para perseguir servidores antifascistas. Em uma ação movida pelo partido Rede Sustentabilidade junto ao STF, a ministra Carmen Lúcia deu um prazo de 48 horas para que o ministro da Justiça dê explicações sobre o tal dossiê.

A lista, que até agora conta com 579 nomes, representa um dos maiores retrocessos da democracia, só comparável ao período da ditadura militar, quando existiam órgãos oficiais de informação, fichamento, monitoramento e repressão de cidadãos por motivos ideológicos.

Em entrevista à Globonews no último domingo, o ministro André Mendonça, em tom de enrolação, não confirmou e nem negou a existência do tal dossiê secreto.

No despacho da ministra Carmen Lúcia, sua decisão está assim resumida:

“ARGUIÇÃO DE DESCUMPRIMENTO DE
PRECEITO FUNDAMENTAL. ALEGAÇÃO
DE INVESTIGAÇÃO SIGILOSA NO
MINISTÉRIO DA JUSTIÇA CONTRA
OPOSITORES DO GOVERNO.
LIBERDADES E DEMOCRACIA. RISCO DE
INOBSERVÂNCIA DOS PRECEITOS
FUNDAMENTAIS DA CONSTITUIÇÃO
POR ÓRGÃO ESTATAL. ADOÇÃO DO
RITO DO ART. 10 DA LEI N. 9.868/1999.
REQUISIÇÃO DE INFORMAÇÕES
URGENTES.”

Ficamos na expectativa da explicação que André Mendonça deve não apenas ao STF, mas à toda sociedade brasileira. E que esse ministro “terrivelmente evangélico” saiba que democracia, Estado de Direito e os preceitos sagrados do artigo 5º de nossa Lei magna são valores inegociáveis.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s