FUNDEB: BOZO PERDEU E DIZ QUE GANHOU

“Votação do Fundeb na Câmara representa derrota para o governo Bolsonaro.” (Correio Brasiliense).

“Centrão alertou Planalto: governo sofreria derrota se insistisse em mudar PEC do Fundeb.” (g1.globo.com).

“Em derrota do governo, Câmara dos Deputados aprova o Fundeb permanente.” (brasildefato.com.br).

“Derrota acachapante do governo no Fundeb.” (O Globo, primeira página de 23/07/2020).

“Bolsonaro perde: Câmara aprova Fundeb.” (pensarpiaui.com).

“Vitória da Educação contra Bolsonaro.” (Diário do Centro do Mundo).

“Derrotado na Câmara, Bolsonaro tenta lucrar politicamente.” (garrone.com.br).

“O governo conseguiu ontem mais uma vitória, aprovamos o Fundeb e o Senado e deve seguir para o mesmo caminho.” (Jair Bolsonaro, em 22 de julho de 2020).

Pinçamos acima algumas repercussões da mídia, de diversas tendências políticas, pós-votação do Fundeb. O governo, como todos sabem, foi fragorosamente derrotado. Bolsonaro, com sua covardia e omissão que lhes são características, em momento algum preocupou-se com a renovação do Fundeb, que expiraria no final desse ano. Depois da derrota que ele sofreu na Câmara, na maior sem-vergonhice e cara-de-pau ele veio dizer que foi uma “vitória do governo”. Vitória do governo? Vejamos:

Bolsonaro queria adiar a votação do Fundeb. Perdeu. Toma-lhe!

Bolsonaro queria que o Fundeb só voltasse a vigorar em 2022, deixando 2021 no vácuo. Perdeu de novo. Toma-lhe!

Bolsonaro queria tirar recursos do Fundeb para o seu “Renda Brasil”. Perdeu mais uma vez. Toma-lhe!

Bolsonaro queria desviar recursos do Fundeb para o ensino privado, com o tal do “voucher”. Perdeu novamente. Toma-lhe!

E, finalmente, tentando tirar recursos para pagamento dos professores, Bolsonaro, tendo o Partido Novo como seu preposto, tentou desvincular os 70% do Fundeb para pagamento dos profissionais da Educação. Perdeu mais uma vez. Toma-lhe!

Ou seja, Bolsonaro perdeu todas. E de goleada.

Então, de forma covarde, quando viu que não conseguiria mudar o texto original da relatoria, Bolsonaro, de maneira oportunista, calhorda e sem-vergonha, resolveu “apoiar” o relatório. E agora, mesmo sofrendo uma derrota insofismável e nocauteante, na maior cara-de-pau ele tenta surfar na onda, como se fosse vencedor. Não, fascista! Você perdeu e a Educação, os estudantes e os professores do Brasil ganharam.

Sobrou para a deputada Bia Kicis. A deputada bolsonarista foi uma das que manteve-se fiel a Bolsonaro até o último minuto, votando contra o Fundeb. Então, Bolsonaro a destituiu da vice-liderança do PSL. O motivo? Ela foi leal ao Bolsonaro e defendeu até o fim tudo o que Bolsonaro queria, votando contra a PEC. Nossa mensagem para Bia Kicis: Bem feito! Você merece, sua ancilar do fascismo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s