COM A PALAVRA, ZAMBELLI

“Ele tinha predileção em investigar e condenar o PT, legitimamente. Durante o período que o Moro ficou como juiz, a única pessoa que ele prendeu fora do PT, de grande escala, foi o Eduardo Cunha. A gente não teve prisões do mensalão tucano, de vários mensaleiros tucanos sem foro privilegiado”.

Quem fez essas afirmações sobre Sérgio Moro não foi nenhum petista. Não foi nenhum “comunista”. Não foi nenhum esquerdista. Também não foi o The Intercept. Quem disse tudo isso, em entrevista à Rádio Gaúcha, foi ninguém menos do que Carla Zambelli, a deputada-escudeiro do fascismo bolsonarista.

O que já falávamos há anos (que a Lava-Jato sempre foi tucana) e que não dava para esconder (mas eles tentavam), agora foi dito por uma bolsonarista: Moro tinha predileção em perseguir o PT e blindava tucanos sem foro privilegiado.

O barraco da direita está expondo as vísceras do golpe e do estelionato eleitoral de 2018. Fala mais Paulo Marinho…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s