BOZO TORNA RELIGIÃO “ATIVIDADE ESSENCIAL”

Bolsonaro está mais isolado do que centro-avante de time na retranca e, na prática, já não governa. Depois do discurso genocida, Bolsonaro isolou-se totalmente. Incapaz de liderar a luta contra a pandemia fazendo a unidade nacional, sem poder de diálogo com o Congresso, incompetente em tudo, sem equilíbrio emocional e com visíveis transtornos mentais, ele vai perdendo até aliados que eram mais fiéis, como o governador de Goiás Ronaldo Caiado. Tudo porque os governadores, prefeitos, a comunidade médico-científica e os servidores da saúde seguem o que a ciência e a OMS recomendam: o isolamento social no combate ao coronavírus. Bolsonaro, ao contrário, reforça a tese de que tudo tem que voltar já à “normalidade”. Mesmo com seu pronunciamento tendo sido classificado de “inacreditável” no exterior e indo na contramão do mundo.

Com seu isolamento, restou a Bolsonaro os remanescentes terraplanistas do olavismo e os evangélicos e empresários da fé. Até os militares, a começar pelo vice Mourão, ficaram perplexos com a fala do Bozo em rede nacional. Então, contrariando as recomendações embasadas na ciência, Bolsonaro publicou um decreto considerando como “essenciais” as atividades religiosas, o que significa que os templos poderão voltar a funcionar.

Que se dane o vírus e o risco da população. O empresário bolsonarista da fé R. R. Soares já estava tão desesperado com o fechamento de seu comércio, que chegou a postar um vídeo na internet ensinando seus clientes a fazerem o pagamento do dízimo “on line”. O próprio Edir Macedo, outro aliado de Bolsonaro, já havia minimizado a pandemia em um outro vídeo. E Malafaia, outro apoiador do governo, resistiu até o último momento para não fechar a sua loja de indulgências.

Agora, tornando essenciais as atividades religiosas, Bolsonaro explicita e acirra ainda mais o seu confronto com o bom senso e a ciência e coloca sob risco a saúde de população. Mas o comércio não pode parar. Edir Macedo, Silas Malafaia, R. R. Soares e Valdemiro Santiago agradecem. Pena que o ministro da Saúde também resolveu subir na goiabeira.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s