OS “EDUCADORES” DE WEINTRAUB

CONTA ERRADA 2

“Cingapura” é o nome de um método de ensino de Matemática que ficou muito famoso no mundo especialmente depois que Jeff Bezos, o homem mais rico do planeta e dono da Amazon, passou a adotá-lo na educação de seus filhos. Hoje, o site The Intercept Brasil publica uma matéria intitulada “Um Encontro Imprecionante (o título dispensa explicações), que fala sobre uma reunião do ministro semi-analfabeto da Educação com um grupo de lobistas do referido método. Até aí, tudo muito normal. Porém, de modo igualmente normal, qualquer pessoa também normal esperaria que o encontro tenha ocorrido com pessoas qualificadas para discutir a implementação do método, como professores, matemáticos, educadores ou pedagogos, por exemplo. No entanto, o “imprecionante” do encontro com Weintraub para discutir o método de ensino de Matemática são exatamente os seus convidados para a reunião. O The Intercept teve acesso às agendas e constatou que os participantes da reunião são tão desqualificados para debater qualquer assunto ligado à Educação como o próprio ministro semi-analfabeto é desqualificado para ocupar o Ministério da Educação. Participaram da reunião com Weintraub:

Otávio Fakhoury: Quem é esse cara? Algum professor, educador ou matemático? Não. Embora não seja uma celebridade, ele é um dos mais importantes milicianos virtuais do bolsonarismo. Colaborador de um site ultra-direitista chamado Crítica Nacional, é um especialista em espalhar notícias falsas. As maiores barbaridades já foram espalhadas pelo site de extrema-direita do qual o sr. Fakhoury é ativista, incluindo a “notícia” de que “a ONU faz lobby para a pedofilia”.

Naomi Yamaguchi: Foi candidata a deputada federal pelo PSL. Ela obteve irrisórios 5905 votos e, claro, não foi eleita. Verificamos algo que não está na matéria do The Intercept e constatamos que, na sua ficha de candidata, sua ocupação consta como “Outros”. Em sua página no Facebook aparece que é formada em Administração de Empresas. Ela participou da equipe de transição do ex-ministro bolsonarista da Educação, o colombiano Ricardo Velez.

Sívia Fernanda Moura de Andrade: Essa é, acreditem, dona de uma fábrica de cosméticos e gerencia uma página de extrema-direita no Facebook chamada “Adeus PT”.

Marcus Tadeu Quarentei Cardoso: Vereador tucano na cidade de Itapetininga, São Paulo, elegeu-se apresentando-se como “delegado”. Soube-se que esse vereador ficou conhecido por, acreditem, ter autorizado cultos religiosos noturnos em cemitérios.

Em resumo: um fascista que propaga fake news, uma ex-candidata do PSL, uma dona de  fábrica de cosméticos e um vereador ligado a cultos religiosos em cemitérios foram os “especialistas” em Educação que participaram da reunião para discutir um método de ensino de Matemática. Aliás, “educadores” dignos de um Weintraub. Tal como o ministro, eles e esse encontro, como bem disse o The Intercept são, realmente, “imprecionantes”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s