O “FIAT LUX” DE BOLSONARO

macedo 4

“O Espírito Santo não quer palmas. Ele quer que você ponha a mão no bolso.” (Edir Macedo, o “bispo” bilionário que é dono da Igreja Universal e apoiador do governo Bolsonaro, aos seus “fiéis”, em vídeo que viralizou nas redes sociais).

Edir Macedo, Silas Malafaia, RR Soares, Valdemiro Santiago, e poderíamos citar vários outros menos votados. O que eles possuem em comum? São milionários, verdadeiros mascates da fé e que, além de enriquecerem com seus negócios “da China” em suas igrejas com a exploração da fé, ainda desenvolvem intensa atividade política em seus templos. Milagres e sessões de curandeirismo, ao vivo pela TV, charlatanismo barato e toda uma montagem cênica em que vendem desde águas milagrosas até tijolos de plástico. Tudo por dinheiro. Hoje, inclusive, está sendo divulgado um vídeo que mostra o pastor bolsonarista Valdemiro Santiago cobrando entre 300 e 1000 reais para que os fiéis coloquem as suas digitais em sua capa de batismo. Donos até de emissoras de TV, seus “templos sagrados” são verdadeiras máquinas de fazer dinheiro. E, ainda por cima, gozam de inacreditáveis privilégios tributários. Mas, para Bolsonaro, isso ainda não é nada para esses “pobres mensageiros de Deus”.

Jair Bolsonaro anda muito preocupado, talvez com as “dificuldades financeiras” pelas quais Edir Macedo e Silas Malafaia, por exemplo, devem estar passando. Então, Bolsonaro lançou a proposta de nós, sim, todos nós, com o nosso dinheiro, pagarmos as contas de energia elétrica dos templos sagrados desses “emissários de Deus”. Sim, não é brincadeira. Bolsonaro quer subsidiar as contas de luz dos templos religiosos, para diminuir os seus custos e, consequentemente, aumentar os lucros dos mascates- charlatões-curandeiros-exorcistas. O gasto para dar mais essa “dádiva de Messias” aos donos de Igrejas custaria, segundo já adiantou o próprio ministro das Minas e Energia, Bento Albuquerque, “apenas” 30 milhões por ano. Aliás, nas palavras do ministro bolsonarista, seriam “insignificantes 30 milhões por ano”.

Não é subsídio para escolas ou hospitais. Não é subsídio para bolsas de estudos ou para esportes. Não é subsídio para instituições de pesquisa em dificuldades financeiras. Não é subsídio para reduzir o preço de passagens de ônibus ou o preço do leite. Não é subsídio para o Hospital do Câncer de Barretos, só para dar alguns exemplos de para onde esses “insignificantes” 30 milhões, nas palavras do ministro, poderiam ir. É subsídio para que os donos das Igrejas que deram apoio a Bolsonaro, especialmente as evangélicas, aumentem os seus já astronômicos e pornográficos lucros.

Lembrando, caso mais essa proposta indecente e absurda seja aprovada, que todos nós iremos arcar com esse tal “subsídio”, através de um encargo que viria em nossas contas de luz. Tudo para “fazer a luz” de Macedos, Malafaias, Santiagos, Soares e similares. É o verdadeiro “fiat lux” de Bolsonaro para seus milionários apoiadores mascates da fé. Isso, porque “a mamata ia acabar.” Sinceramente, esse “fiat lux” de Bolsonaro nada tem a ver com o do Deus que ele e seus séquitos dizem estar acima de todos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s