CRIVELLA, O ADVOGADO DO 01

crivella o garoto

“Presto minha solidariedade ao Senador Flávio Bolsonaro, pela grande perseguição que vem enfrentando. Quando não somos coniventes com a corrupção, é isso o que acontece: somos atacados. Mas a verdade sempre vai prevalecer. Não vão derrubar os que foram, democraticamente, eleitos.” (Marcelo Crivella, em vídeo divulgado em 21 de dezembro de 2019, defendendo o filho de Bolsonaro, Flávio Bolsonaro, via Twitter).

Marcelo Crivella, o prefeito-pastor, está fazendo de tudo para se tornar o representante oficial de Bolsonaro no Rio de Janeiro. Sabedor de sua impopularidade, de sua incapacidade administrativa e do real risco de não ser reeleito pela população carioca, ele já vem, há algum tempo, tomando medidas absurdas e fazendo declarações estapafúrdias, tudo para angariar a simpatia do capitão fascista e ter o seu apoio na eleição municipal de 2020. Especialmente porque, depois da briga de Bolsonaro com Witzel, governador eleito com votos bolsonaristas, Crivella irá querer herdar esse (ainda) significativo naco eleitoral da extrema-direita. E há ainda um outro fator, esse pouco comentado: muito provavelmente o partido de extrema-direita criado por Bolsonaro não terá tempo de cumprir todas as exigências legais para a obtenção do registro que o habilite a disputar as eleições. O próprio Bolsonaro acaba de afirmar que “as chances de seu partido conseguir disputar as próximas eleições é de 1%.” Então, restará aos fascistas apoiar outro candidato. E, no Rio, é certo que Crivella já se apresenta como opção aos bolsonaristas. Para isso, ele vem agradando, no que puder, a Bolsonaro.

Primeiro, foi barrando jornalistas de Rede Globo em entrevistas. Claro que foi uma medida para agradar Bolsonaro. Crivella vem atacando a Globo para ter os elogios de Bolsonaro e até culpou a emissora dos Marinhos por não ter pago o décimo-terceiro salário aos servidores municipais. Isso sem contar os apelos religiosos, a censura à Bienal do Livro e outras medidas de viés ultra-conservador, onde na verdade ele acena mesmo é para ter o apoio bolsonartista.

Agora Crivella conseguiu se superar. Em um vídeo divulgado ontem no Twitter, Crivella presta total solidariedade a Flávio Bolsonaro, expelindo um discurso servil em defesa do “filho 01” de Bolsonaro, que está mais enrolado do que cobra fazendo sexo. O prefeito-pastor chegou ao cúmulo de dizer que “se solidariza a Flávio Bolsonaro pela perseguição que está sofrendo em combater a perseguição.” (sic!) No vídeo, ele cita até a facada e fala que tudo não passa de ataques dos “inconformados com a derrota”. Conseguiu chegar ao extremo do ridículo.

Mesmo com uma saraivada de indícios de “rachadinha”, lavagem de dinheiro, laranjas, desvio de dinheiro público envolvendo até milicianos e formação de quadrilha, Crivella não foi à rede social para dizer que deve-se aguardar as investigações. Ele faz uma defesa contundente, nega todas as acusações e chega a colocar Flávio Bolsonaro (o “fornecedor do Coelhinho da Páscoa”) na posição de vítima. Tudo para ganhar o apoio de Bolsonaro. O vídeo mostra um Crivella patético, ancilar, escroto e desesperado para ter o apoio fascista nas eleições municipais, visando dar continuidade ao projeto teocrático montado pelo seu tio e dono da Igreja Universal, Edir Macedo. O prefeito que faliu o Rio, acabou com a saúde pública, ataca a cultura, dá calote em fornecedores e nos servidores, chegou ao auge do servilismo para permanecer atazanando a população carioca!

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s