SERIA O 02?

bozo 2

“Querem prender um filho meu!” (Jair Bolsonaro, ainda em viagem na Arábia Saudita, quando soube que seu nome apareceu nas investigações do caso Marielle).

Hoje, às 18 horas e 22 minutos, o jornalista da CBN, Kennedy Alencar, divulgou a seguinte informação sobre as investigações da Polícia Civil no caso Marielle Franco:

‘Polícia Civil do Rio trabalha com hipótese nova, de envolvimento do vereador Carlos Bolsonaro neste caso, que está há 616 dias sem solução. Segundo essa linha de investigação, o vereador teria uma relação próxima com o Ronnie Lessa, acusado de ter disparado contra Marielle Franco e seu motorista Anderson Gomes. Carlos e Marielle tiveram uma discussão forte na Câmara Municipal. Havia um clima de hostilidade entre os dois. A polícia trata com cautela essa hipótese, mas ela faz parte da apuração do caso. O leque está em aberto’.

Evidentemente é apenas uma hipótese, mas tal hipótese não foi construída ao acaso e nem a partir do nada. Como diz a própria notícia, Carlos Bolsonaro teria uma relação muito próxima com Ronnie Lessa, o preso acusado de ter feito os disparos contra Marielle e Anderson Gomes. Em segundo lugar, um clima de animosidade muito grande existia entre Carlos Bolsonaro e Marielle Franco, em razão de uma discussão ocorrida entre os dois, e presenciada por assessores, em um corredor da Câmara Municipal. Isso, sem contar que toda a família Bolsonaro tem estreitos laços com milicianos.

Mas além dessas premissas, há alguns questionamentos que devem ser feitos:  por que, repentinamente, Carlos Bolsonaro apagou todas as suas contas nas redes sociais? Outra questão a ser levantada é a mudança do depoimento do porteiro, que teria autorizado a entrada de Élcio Queiroz, que dirigia o carro de onde foram feitos os disparos, para a casa de “seu Jair”. Por que o porteiro teria mudado sua versão inicial? Houve ameaças? E ainda, uma pergunta que não quer calar: por que Jair Bolsonaro, quando ainda estava em viagem na Arábia Saudita e seu nome teria aparecido nas investigações, gravou um vídeo, ensandecido, onde disse: “querem prender um filho meu!” Ele só não disse qual era o filho. Até porque nenhum filho de Bolsonaro foi citado no depoimento do porteiro…

Entre hipóteses e questionamentos uma coisa, no entanto, é certa: já dá para sabermos o porquê de Sérgio Moro querer federalizar as investigações. E também, o porquê de a família de Marielle ser contra a federalização…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s