PALAVRA DE MIGUEL REALE JÚNIOR

reale moro conspirou“O que espanta é essa proximidade. Conspirando contra a defesa. Presumia-se que a 13ª Vara fosse um juízo rigoroso, mas não comprometido.”  (Miguel Reale Júnior, jurista, anti-petista, tucano e um dos autores do pedido de impeachment de Dilma, sobre a conduta parcial de Moro enquanto juiz, em declaração à coluna “Painel”, do jornal Folha de São Paulo, em 6 de julho de 2019).

O que mais chama nossa atenção no escândalo da Vaza Jato é que o mesmo não reflete uma divisão exclusivamente política. Seria muito simples dizer que petistas estão contra Moro e anti-petistas de todos os matizes estão a favor de Moro. Não. A questão não passa por aí. Desde que veículos da imprensa como a revista Veja e o jornal O Estado de São Paulo, nitidamente anti-petistas, passaram a condenar as ações de Moro como juiz, especialmente sua parcialidade cristalina, então ficamos convencidos de que a questão não é exatamente política. Até o Reinaldo Azevedo, jornalista que tem um histórico de anti-petismo, denuncia os crimes processuais e a postura parcial de Moro.

E, a cada dia, a cada novo pacote de revelações do escândalo, nomes que outrora ninguém imaginaria ficar contra Moro, vão aparecendo. Agora foi o jurista Miguel Reale Júnior. Para quem não lembra, ele foi um dos autores do pedido de impeachment da ex-presidente Dilma. E Miguel Reale foi bem claro, ao afirmar que Moro, enquanto juiz, “conspirou contra a defesa.” Alguém chamará Miguel Reale Júnior de “esquerdopata”?

As jornadas de 2013 dividiram o país. A eleição de 2014 dividiu o país. O golpe de 2016 dividiu o país. A eleição de 2018 dividiu o país. Porém, em todos esses casos, a divisão foi nitidamente política. Bem diferente do que ocorre agora, quando não podemos dizer que trata-se de uma divisão apenas política. Isso porque, até setores da direita e antigos apoiadores de Moro vêm a público demonstrar estarem decepcionados e admitem as absurdas ilegalidades cometidas pelo então juiz Moro contra Lula.

A divisão atual vai muito além da política. Começamos a perceber que a estratégia de dizer que “quem é contra Moro é contra o combate à corrupção” vai sendo desconstruída cada vez mais. Como não poderia deixar de ser, o número de apoiadores de Moro vem reduzindo e já começa a transformar-se apenas em um nicho de bolsonaristas radicais.

A fala de Miguel Reale Júnior é mais um exemplo da situação. Se o cara que sempre foi anti-petista e encaminhou o pedido de impeachment contra Dilma, diz que “Moro conspirou contra a defesa de Lula”, então a coisa vai bem além do que simplórias divisões políticas possam tentar esconder.

A questão, essa sim, é a defesa do Estado de legalidade, democrático e de direito. É a defesa de instituições como o Judiciário e o Ministério Público, que Moro agrediu. É a defesa de garantia, a todos os cidadãos, de uma Justiça equânime e imparcial. Exatamente tudo o que Moro não realizou. Especialmente porque Moro conspirou contra a defesa de Lula. Especialmente porque Moro estava comprometido. Palavra de Miguel Reale Júnior.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s