O VALENTÃO FUGIU

não a bolsonaro nova iorque“Valentões normalmente não aguentam um tranco.” (Bill de Blasio, Prefeito de Nova Iorque, em 4 de maio de 2019, sobre a recusa (leia-se: medo) de Bolsonaro comparecer à homenagem que estava programada para ele na cidade).

Nova Iorque repudiou Bolsonaro. E a repulsa foi plural e significativa, representando nitidamente que a cidade mais cosmopolita do mundo repeliu, com toda sua força, a presença de um racista, homofóbico, misógino, defensor da tortura, apologista do estupro e da ditadura. A rejeição veio desde entidades culturais (Museu de História Natural), político-administrativas (Prefeitura de Nova Iorque e políticos democratas) e até comerciais (restaurante Cipriani). E, na última semana, três grandes empresas se recusaram a patrocinar a patuscada. Ninguém quis sua presença. Nem mesmo o luxuoso restaurante Cipriani, que deixou de arrecadar uma vultosa quantia, mas certamente seus proprietários viram que isso não pagaria o ônus de ter em suas dependências a presença peçonhenta do Presidente fascista brasileiro. E olhem que a repulsa não veio de ninguém da esquerda. Todos da direita liberal, incluindo-se aí o prefeito de Nova Iorque, o democrata Bill de Blasio, que já havia afirmado que “Bolsonaro é um homem perigoso.”

Agora, depois de várias recusas, embora a homenagem da Câmara de Comércio Brasil-EUA estivesse mantida, Bolsonaro preferiu cancelar sua ida a Nova Iorque. Segundo o prefeito nova-iorquino, “o valentão não aguentou o tranco.” Mas não é de hoje que o “valentão” não aguenta o tranco. Durante a campanha eleitoral, não compareceu aos debates porque, sem capacidade argumentativa, baixo nível intelectual e com um discurso de clichês chauvinistas, ele não aguentaria mesmo o tranco diante de qualquer adversário. Mas a “facada santa”, ( denominação do ultra-reacionário pastor Silas Malafaia), não o impediu de falar por meia hora na emissora do “bispo” Edir Macedo.

Depois, foi na Universidade Mackenzie, em São Paulo, onde o fascista cancelou sua visita para não enfrentar um protesto de alunos contra a sua presença. Ao fugir da visita, os próprios alunos disseram: “Mais uma vez demonstra que é um frouxo.”

Isso, sem falar na reforma de previdência, quando ele disse que “não se meteria no debate sobre a reforma.” Como sempre, fugindo do tranco. E agora, até o prefeito de Nova Iorque concluiu que aquele cara que é “valentão”, não passa mesmo é de um mimético armeiro à base da mão. Assim como todos os seus seguidores.

Mas nem nas redes sociais ele é o “valentão”. Porque as postagens em seu twitter são feitas pelo filho Carlos que, ao que sabemos, não libera a senha para o pai. Ou seja, até no twitter presidencial temos “laranjas”.

É esse cara, que não vai nem a uma homenagem para ele mesmo, com medo de protestos, que um dia aventou invadir a Venezuela? Faz-me rir “valentão”!…

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s