PARA ALÉM DOS RATOS MERCENÁRIOS

assassinos de marielleFaltando dois dias para completar 1 ano do assassinato da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes, hoje foram presos os executores do crime. O PM reformado Ronnie Lessa, de acordo com as investigações, foi o atirador e o ex-PM Élcio Vieira de Queiroz dirigiu o Cobalt que interceptou o carro onde estava a vereadora para que o duplo assassinato fosse consumado.

Como bem falou a viúva de Marielle, Mônica Benício, foram presos “dois ratos mercenários.” Agora, segue a pergunta: Quem mandou matar Marielle? Quem está além dos dois ratos imundos e mercenários? Crime de ódio? Sim, um crime de ódio. Um crime de ódio com requintes de profissionalismo, meticulosamente planejado e executado por um ex-PM que foi sniper e conhecia tudo sobre a cabeça dos policiais. Meses de pesquisa sobre a vida de Marielle e seus familiares. Será que dá para acreditar que os dois “ratos mercenários”, como bem os qualificou Mônica Benício, agiram sozinhos pelo ódio? As investigações mostram que eles pertenciam a organizações criminosas poderosas, com influência política e com uso de munições desviadas da própria Polícia Federal.

Os matadores de aluguel, geralmente, não possuem bandeiras e nem ideologias. E ainda que as tenham, para eles isso não é relevante, desde que haja o dinheiro. De que vivia um sargento reformado que entrou para o banditismo, a ponto de morar em uma mansão na Barra da Tijuca, no mesmo condomínio luxuoso de Jair Bolsonaro, avaliada em 4 milhões? Claro que ele era um profissional. Muito bem pago. Como os vencimentos de um sargento da PM o levaram a tamanho patrimônio?

Para além dos dois ratos imundos e mercenários, muita água ainda pode (e deve) rolar. E não é que surge na história um outro Queiroz! Igualmente motorista. Igualmente ex-policial. Igualmente miliciano. Quanta coincidência! Élcio de Queiroz, expulso da PM, dirigiu o carro do crime. Élcio de Queiroz, assim como seu “xará de sobrenome” também era ligado a Bolsonaro, com quem tinha uma foto publicada no Facebook. As ligações com Bolsonaro parecem ser antigas, pois a foto do Facebook data de 2011 e já circula pelas redes sociais. As postagens feitas no Facebook por Élcio sempre foram no sentido de tripudiar os direitos humanos, justamente uma das bandeiras de Marielle. Jair Bolsonaro, como sempre de forma estúpida e revelando seu total despreparo para o cargo que ocupa, ao comentar a prisão dos dois bandidos, declarou esperar “que realmente a apuração tenha chegado de fato a quem foram os executores, se é que foram eles, a quem realmente mandou matar.” E concluiu seu comentário tétrico: “E também estou interessado em saber quem mandou me matar.” “Se é que foram eles…” Bolsonaro ainda acredita na inocência!

Entre os dois episódios (o da facada em Juiz de Fora e o assassinato de Marielle) existem abissais diferenças. Primeiro a própria postura de Bolsonaro e sua família no caso Marielle/Anderson: ninguém se pronunciou. Já no caso da facada, todos os seus adversários políticos se pronunciaram, repudiando o atentado, inclusive o PSOL. Em segundo lugar, as investigações da Polícia Federal em relação a Adélio Bispo já se encerraram e as mesmas concluíram que, além de sofrer transtornos mentais, Adélio agiu sozinho. No caso Marielle/Anderson as investigações prosseguirão e poderão, igualmente, concluir que os dois bandidos presos hoje tenham agido sozinhos ou não.

Agora, imaginem se Adélio Bispo fosse do sindicato dos metalúrgicos, morasse no mesmo prédio do Lula e sua filha tivesse sido namorada do Lulinha… Além de miliciano e vizinho de Bolsonaro, Ronnie Lessa já foi sogro de um dos filhos de Bolsonaro. Palavra do delegado Giniton Lages, que respondeu a essa pergunta em sua entrevista coletiva, quando confirmou que um dos filhos de Bolsonaro já foi namorado da filha de Ronnie Lessa, acrescentando, no entanto, que isso não tem qualquer ligação com o crime.

Poderíamos, nesse momento, parafrasear Shakespeare: “Há mais coisas entre dois ratos imundos e mercenários e o crime a ser apurado do que possa imaginar nossa vã filosofia.”

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s