MORO VIRA PIADA DOS MARINHOS

moro antes e depois

“Toma um fósforo. Acende teu cigarro!
O beijo, amigo, é a véspera do escarro,
A mão que afaga é a mesma que apedreja.

Se alguém causa ainda pena a tua chaga,
Apedreja essa mão vil que te afaga,
Escarra nessa boca que te beija!” (Augusto dos Anjos, “Versos Íntimos”).

Jamais poderíamos imaginar que o político Sérgio Moro seria, um dia, objeto de piada da Rede Globo. A mesma Rede Globo para quem o ex-magistrado, em 2016, vazou ilegalmente o áudio da conversa da então Presidente Dilma. A mesma Globo que, outrora, enganando incautos, hidrófobos e patos amarelos, alavancou Moro à condição de protótipo e arauto da moralidade. Sabe aquela coisa do “antes” e do “depois”? A brincadeira, que na verdade trata de algo sério, é mais um elemento para desmascarar o político Sérgio Moro. Neste domingo, 24 de fevereiro, no quadro “Isso a Globo Não Mostra”, do “Fantástico”, a emissora da família Marinho mostrou declarações do ex-juiz de 2017 e de 2019, depois que tornou-se ministro bolsonarista, em relação ao crime de “caixa 2”, por ele mesmo já considerado pior do que corrupção e agora, por pressão dos políticos, já não considerado prática tão grave, tanto que chegou a separar o “caixa 2” do seu chamado “pacote anticrime”.

No quadro são apresentados os dois momentos do político e atual ministro bolsonarista da Justiça Sérgio Moro. A Globo, que foi um grande meio de divulgar e alavancar Sérgio Moro, agora o ridiculariza. Isso para mostrar que o próprio Moro foi usado pela emissora. Ou será que ele pensava que a Globo, que o alavancou e o propagou midiaticamente, gostava tanto dele assim? Ela “gostava” enquanto ele foi útil. Mas o tiro da família Marinho saiu pela culatra e o candidato tucano deles se deu mal. Então, tiveram que engolir o fascista. Então, tiveram que perder campo para a Record, emissora oficial do “Bozo”. No vídeo, com direito a voz de Ana Maria Braga e do Louro José, é mostrado como o político Sérgio Moro mudou de convicção em tão pouco tempo. Os tempos dos “colares de tomate” já se foram e hoje até a Ana Maria Braga, aquela que um dia disse que “Yasser Arafat levou toda sua vida lutando pela criação do Estado de Israel” é usada para ridicularizar Moro. Parece que a Besta do Jardim Botânico pegou pesado com o “ex-coroné de toga”.

Vai aqui uma outra sugestão para a Globo: poderia ser feito um outro “antes e depois” com o político Sérgio Moro em relação à privacidade. Recentemente, quando o ministro bolsonarista da Justiça reuniu-se com representantes da Taurus, logo depois afirmou que a reunião era secreta e que não revelaria assuntos de governo, que exigem privacidade. Às favas com o interesse público. Mas quando Moro vazou criminosamente a conversa de Dilma, alegou “interesse público”. No entanto, naquela ocasião a Globo gostou, porque ela foi a grande receptadora do objeto do crime e divulgou o áudio em primeira mão. Não nos iludamos com a Globo. Ela usa. Ela joga fora. E, nisso, ela é igualzinha ao “Bozo”. Perguntem para o Magno Malta. Perguntem para o Bebianno. Está faltando mesmo é a Globo fazer um “antes e depois” sobre ela mesma. Poderia ser lembrado, por exemplo, o seu apoio ao golpe e à ditadura militar e, depois, sua postura “democrática”. Poderia ser lembrado, por exemplo o “Escândalo da Procuonsult” e, depois, a sua “preocupação” com a lisura das eleições. Mas aí já é pedir demais.

Abaixo, o vídeo do “antes e depois” exibido no Fantástico de 24 de fevereiro de 2019:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s