MORO MENTIROSO OU AMNÉSICO?

dima projeto caixa 2

“O governo, diferentemente do que fez qualquer outro, apresentou uma proposta legislativa para criminalização do caixa dois.” (Sérgio Moro, Ministro bolsonarista da Justiça, em 21 de fevereiro de 2019, afirmando que, antes dele, nenhum outro governo havia apresentado proposta que criminalizasse a prática de “caixa 2”).

No dia 17 de março de 2015, a então Presidente da República Dilma Rousseff enviava ao Congresso Nacional um pacote anticorrupção que previa a tipificação da prática de “caixa 2” como crime. Na ocasião, o Presidente do Congresso era Renan Calheiros, a quem foi entregue o projeto por Dilma. O projeto de Dilma “mofou” no Congresso Nacional e ficou, para sempre, paralisado na primeira comissão em que deveria ser analisado. O Brasil vivia um momento crucial em sua história, em que manifestações contrárias à então Presidente, patrocinadas pela grande mídia e pelo grande empresariado liderado pela FIESP, já mostravam o caminho do golpismo que culminaria com a deposição de Dilma.

Esta semana, em Paris, o político Sérgio Moro afirmou, com todas as letras, que “nenhum outro governo havia apresentado projeto que criminalizava o caixa 2.” Será que o político Sérgio Moro esqueceu-se do projeto apresentado por Dilma em 2015? Ou ele está, deliberadamente, mentindo? Há algum tempo o político Sérgio Moro parece que vem tendo surtos amnésicos, pois ele está esquecendo, muito rapidamente, de coisas importantes, inclusive ditas por ele próprio. Ele parece já ter esquecido o que falou em uma palestra em Harvard sobre “caixa 2”, quando disse que essa prática é pior do que corrupção. Ele parece já ter esquecido que vazou, ilegalmente, grampos para a Globo divulgar áudios de conversas telefônicas da ex-presidente alegando “interesse público” e agora pede “privacidade” em reuniões secretas e suspeitas com representantes da Taurus. E agora, parece que também “esqueceu-se” do projeto apresentado por Dilma em 2015 que criminalizava o “caixa 2”, pois, ao contrário do que afirmou em Paris, Dilma foi a primeira Presidente a apresentar projeto criminalizando essa prática. Será que o político Moro anda mesmo amnésico ou será ele um mentiroso? Porque, ao que sabemos, o Ministro bolsonarista da Justiça parece ser muito bem informado, especialmente quando se trata de leis, e certamente ele não poderia esquecer de um projeto que criminalizava, já em 2015, algo que ele sempre considerou abominável.

Seja amnésico ou mentiroso, é bom lembrar que, no caso de Dilma, a situação foi bem diferente da atual. Primeiro, Dilma não se deixou levar por pressões de políticos, que não queriam o projeto. Ao contrário de Moro, que curvou-se àquilo que ele chamou de “apelos” dos políticos. O projeto de Dilma enviado em 2015 previa prisão de 3 a 6 anos, inclusive para doadores dos recursos que iam para o “caixa 2”. Em segundo lugar, o projeto de Dilma jamais foi fatiado. Tudo ficou no mesmo “combo”. Ao contrário de Moro que, de forma sórdida e covarde, fatiou seu projeto atendendo aos políticos e colocando o “caixa 2” separadamente em outro projeto, que só será votado sabe-se lá quando.

O político e Ministro bolsonarista da Justiça Sérgio Moro deveria, sim, ser coerente com o que sempre pregou quando formou a sua claque delirante e bancar, agora, tudo o que, suposta e expressamente, sempre defendeu. Porque ele já demonstrou ser parcial e seletivo em seus tempos de magistratura na “República de Curitiba”. Agora, demonstra ser covarde, mentiroso e amnésico. Qual será o próximo adjetivo?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s