AS LAVADEIRAS DO PSL

mulheres laranjas

“Nós mulheres íamos lavar o dinheiro para eles.” (Cleuzenir Barbosa, ex-candidata a deputada estadual do PSL em Minas Gerais, denunciando o esquema criminoso de lavagem de dinheiro com as candidaturas laranjas de mulheres no partido de Bolsonaro).

Os escândalos envolvendo o partido de Jair Bolsonaro e as podridões que rolaram durante a campanha eleitoral estão sendo revelados pelos próprios integrantes da sigla alugada por Bolsonaro. No caso, as mulheres que foram literalmente usadas como candidatas para que o partido pudesse cumprir a cota de participação feminina, receber dinheiro do fundo partidário e, em seguida, repassar os recursos para finalidades suspeitas e não declaradas. Era uma lavagem de dinheiro, visto que os recursos do fundo partidário são legais. Porém, o recebimento do dinheiro por “candidatas-laranjas”, legalmente inscritas para concorrerem às eleições, era uma forma de enganar a Justiça Eleitoral. Um simples cruzamento de dados chama nossa atenção e requer, no mínimo, uma investigação por parte da Polícia Federal e do Ministério Público. Como, por exemplo, o caso de uma candidata em Pernambuco que recebeu 400 mil reais do fundo partidário e obteve apenas 274 votos. É como se cada voto dessa candidata custasse 1460 reais. Claro que ela não foi candidata de verdade. Essas mulheres atuavam como “lavadeiras” do dinheiro que, depois que saía de suas mãos, ia lá sabe-se para onde.

Agora, uma ex-candidata a deputada estadual do PSL de Minas Gerais, estado que parece ser o epicentro de mais esse escândalo laranja, chamada Cleuzenir Barbosa, afirmou que o PSL promoveu um esquema de lavagem de dinheiro público em Minas Gerais, comandado pelo atual Ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio que era, na ocasião do esquema, o Presidente do diretório regional do partido. Na verdade, a ex-candidata Cleuzenir Barbosa não aceitou participar do esquema, teve apenas 2097 votos, não foi eleita e teve que deixar o país com medo de possíveis retaliações do então presidente do diretório mineiro do PSL, o atual Ministro do Turismo. Disse Cleuzenir, com todas as letras, que “as mulheres iam lavar o dinheiro para eles.” Depois que recebiam o dinheiro do fundo partidário, a ex-candidata disse que “o dinheiro voltava para eles.”

O escândalo do lançamento de “candidatas laranjas” para lavagem e desvio de dinheiro no PSL mostra bem o “apreço” que o partido de Bolsonaro tem com as mulheres o que, em se tratando do partido de Bolsonaro, não é novidade. Porém não podemos deixar de mencionar e lamentar a atitude daquelas que se deixaram usar para essa finalidade subterrânea.

O escândalo das candidaturas de mulheres que atuaram como “laranjas” no PSL foi o motor inicial da crise que derrubou Gustavo Bebianno do governo. Bebianno, assim como o Ministro do Turismo Marcelo Álvaro Antônio, deve ter muito a dizer sobre a lavanderia do PSL. Durante as eleições, Bebianno era o Presidente nacional do partido e hoje, sem dúvida, ele é um “arquivo vivo”. Bebianno agora está furioso porque entende que o Ministro do Turismo não teve o mesmo tratamento dispensado a ele. Talvez seja uma questão de tempo. A candidata que denunciou o esquema teve que fugir das ameaças. O próprio Bebianno afirmou ter sofrido também ameaças de morte vindas de bolsonaristas.

Resta saber  como anda o “animus” daqueles que devem fiscalizar, apurar e julgar. O Ministro da Justiça, um “ex-juiz engajado na luta contra a corrupção”, sempre disse abominar “laranjas” e “caixas 2”. Porém, diante desses escândalos, ele tem falado tanto como uma girafa. Ainda não vimos jejuns espirituais do Dallagnol. E os amarelos parecem que já aderiram mesmo ao laranja. Talvez eles digam que as lavadeiras eram “vermelhas” e contaminaram a limpidez do amarelo e do PSL. Isso porque vermelho com amarelo dá laranja. Está aí uma boa desculpa. A turma que usa lavadeiras no laranjal fica me devendo essa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s