SILÊNCIO E VEXAME

silêncio de bolsonaroJá há quem diga que a ida de Bolsonaro e sua comitiva para Davos pode ser considerado um dos maiores desperdícios de dinheiro público da história. Para começar, Bolsonaro não tinha nem a noção do que significa a Conferência de Davos. Mas ele teria que saber que, acima de tudo, ele e sua comitiva iriam participar de um foro de debates sobre economia. Despreparado, sem argumentos e ignorando a maior parte dos problemas, Bolsonaro mostrou-se absolutamente incapaz de protagonizar qualquer discussão. Além de não dominar ou de ter a noção de algum tema, ele não tem qualquer capacidade de expressão e argumentação. Seu discurso foi considerado vago, genérico e que nada acrescentou, além da repetição de clichês de campanha.

O vexame maior aconteceu no cancelamento da entrevista coletiva que o Presidente, junto com Moro, Paulo Guedes e o “chanceler-mago”, Ernesto Araújo, dariam ontem. Incomodado talvez com o escândalo que envolve seu filho e sua família, mais uma vez Bolsonaro usou a arma da qual nunca deixou de lançar mão: a covardia. Alegando “cansaço” e “recomendação médica”, Bolsonaro mais uma vez fugiu da responsabilidade e não teve a coragem que um estadista, ou simplesmente chefe de Estado, deveria ter. Ele se elegeu sem debater. Ele governa sem falar, sem esclarecer, sem submeter suas ideias ao contraditório. Pois é justamente esse silêncio que fala muito alto.

Provavelmente surgiriam perguntas sobre  o escândalo envolvendo o seu “garoto”. Provavelmente surgiriam perguntas sobre o seu desprezo em relação ao meio ambiente, especialmente sobre o Acordo de Paris. Provavelmente surgiriam perguntas sobre o anti-globalismo e os rumos da diplomacia brasileira que quebram uma tradição secular. E já que ele estava “cansado”, seria até simples ele “passar a bola”. Porque ele não estaria sozinho na entrevista e sim com três “postos Ipiranga”: Guedes (o “original”), Araújo (o “mago”) e Moro (o “político da lei”). Mas se, por exemplo, Bolsonaro fosse perguntado sobre os indícios criminosos de seu “garoto” e passasse a bola para o “político da lei”, certamente Moro, que escreveu tantos livros sobre lavagem de dinheiro, talvez desse uma de FHC e dissesse: “esqueçam o que escrevi!”. Seria muito embaraçoso para Moro dizer que o “garoto” muito provavelmente é um criminoso. Já as piadinhas anti-globalistas do “mago” são muito divertidas por aqui. Mas esse, pelo menos, sabia onde estava pisando e se falasse sério perderia grande parte de sua claque. Ernesto Araújo foi “nomeado” pelo filho do Presidente, Eduardo Bolsonaro, e é alvo de chacotas até no Itamaraty.  Enquanto isso, o “posto Ipiranga original” não teria argumentos para falar em combater o déficit público com uma reforma da previdência que poupa militares, juízes, procuradores, parlamentares, pessoal do Iamaraty e outras castas. Portanto, é melhor manter o silêncio. E assim se fez.

Mas para dar entrevista na TV Record, a emissora oficial de seu governo, não há facada, colostomia ou cansaço que o impeçam. Assim, enquanto cancelava uma entrevista que teria repercussão mundial, Bolsonaro preferiu falar para a boiada do bispo Macedo.

Mas não houve apenas o silêncio vexaminoso. Dois grandes feitos, de “expressiva repercussão internacional” marcaram, até aqui, a presença de Bolsonaro em Davos: a pose para uma foto com o líder fascista italiano e o reconhecimento de Guaidó como Presidente da Venezuela. Enquanto isso, aqui do Brasil, o Vice no exercício da Presidência,  general Mourão, que sabe que quando seu Presidente fala só diz besteira,  antecipou-se em dizer que não haverá qualquer intervenção brasileira na Venezuela. Isso, antes que a bolsa de colostomia de Bolsonaro vazasse por via oral…

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s