LARANJAS EMPANADAS

laranjas empanadasA extradição do italiano Cesare Battisti, decretada por Temer, “caiu do céu” para   Bolsonaro e sua família. Não era bem isso o que ele queria. Antes mesmo de vencer a eleição, Bolsonaro já havia anunciado que “mandaria um presente para a Itália”, referendo-se a Battisti. Mas por que Temer tomou a frente de Bolsonaro na entrega honrosa do “presente”? Justamente nos dias em que estão pipocando escândalos e mais escândalos de laranjas do filho do capitão, o deputado Flávio Bolsonaro, nada como colocar a extradição de Battisti em evidência. A Divisão Antiterrorismo da Polícia Federal já está à caça do “presente”. Os diversos supostos disfarces de Battisti já estão sendo fartamente divulgados nos jornais e TVs. Pronto. Esqueceram do motorista-laranja, do cheque da futura primeira dama, dos assessores que depositavam dinheiro em dias que coincidiam com a data do pagamento na ALERJ.  Já querem frear (agora) o COAF.

Os laranjas foram empanados pelo italiano. O desvio de foco era tudo que Bolsonaro queria e Temer, que participa ativamente da “transição-consórcio”, também tem interesse na situação. Nesse ínterim, até um “João de Deus” cruzou o caminho e, para a alegria de Bolsonaro, também entrou no foco. Será que a Damares invocou a goiabeira? Se para Bolsonaro é interessante fazer da caça ao italiano uma “Hollywood Tupiniquim”, para Temer, a medida já soa como um aceno ao governo italiano de sua, quem sabe, futura diplomacia. Dentro da “transição-consórcio” Bolsonaro-Temer, fala-se que o futuro e a impunidade de Temer estariam garantidos a partir de primeiro de janeiro de 2019. O presente do golpista, segundo corre, viria antes mesmo do dia dos Reis Magos e ele seria nomeado Embaixador na Itália.

Temer, que é jurista, aceitou tomar uma medida que até juridicamente é contestável. Porque o ato de Lula, no último dia de seu governo, em 2010,  quando deu asilo político ao italiano, segundo fontes jurídicas seria um ato administrativo, não passível de revisão. Mas para tirar de foco o escândalo envolvendo a família do futuro e garantir a impunidade do atual Presidente, às favas com os princípios, inclusive do “moralismo chauvisnista” que levou o capitão ao poder. Portanto, empanemos os laranjas!

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s