BANDIDOS E O FUGITIVO

pezão presoNo dia seguinte à derrota do Fluminense para o Atlético Paranaense pela Copa Sul-Americana, os fluminenses em geral tiveram uma boa notícia: hoje, às 6 da manhã, o Governador Pezão foi preso. Porém, ainda não é o suficiente para acreditarmos na Justiça. No mar de tubarões e crocodilos que assaltam os cofres públicos, Pezão até que pode ser considerado um peixinho de vala. Ou um girino. Mas sua prisão não deixa de ser uma vitória. Ele e sua quadrilha, liderada pelo seu antecessor, literalmente mataram aposentados, servidores, trabalhadores. Seja por não pagá-los. Ou por não investir o mínimo em saúde. Muitos morreram em hospitais por causa dos roubos nababescos desse pulha e sua quadrilha.

Mas estamos ainda esperando pelo primeiro dia de 2019. Porque, se a Justiça existe mesmo, e ela ainda não deu amplas demonstrações disso, Temer tem que sair do Planalto algemado. Junto com o Gato Angorá e com o Eliseu Padilha. Mas a Justiça tem mesmo é que se “lembrar” dos tucanos. Aécio permanece impune. Alckmin, apesar dos escândalos do metrô e da merenda escolar e mesmo não tendo mais foro, parece que jamais será incomodado. Moro “perdoou” Onyx Lorenzoni, futuro Ministro de Bolsonaro junto com ele.

A mesada criminosa que era recebida por Pezão e seus comparsas, com os investimentos legais indo para a vala e comprometendo a situação fiscal do Rio de Janeiro, levaram Pezão a decretar a capitulação do Estado. O tal “acordo de recuperação fiscal” foi um verdadeiro “Tratado de Versalhes” ao qual o Rio de Janeiro se subjugou. Mas a mesma Justiça que hoje colocou as mãos em Pezão, parece também um tanto capitulada. Bandidos tucanos de alta periculosidade parecem eternamente imunes. Acusações com provas contundentes contra Aécio, Alckmin e Serra, por exemplo, não os levam ao mesmo destino que Pezão e Cabral.

O que restou ao Rio depois da prisão de Pezão? Um “fóssil ambulante” que assumirá o governo por um mês, bandidos travestidos de governadores presos e um futuro governador que, ironicamente, fugiu de bandidos do Espírito Santo, exilou-se no Rio e ganhou uma eleição pelo WhatsApp e que será tutelado pelo filho do Bozo. Enquanto isso, na capital do Estado, que já foi a capital do país, o fundamentalismo pentecostal aniquila a outrora Cidade Maravilhosa. Viva o povo nordestino!

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s