TEM QUE MANTER ISSO!

tem que manter issoA célebre frase de Michel Temer em seu subterrâneo diálogo com Joesley Batista – “Tem que manter isso!”, quando o golpista recomendou que o empresário continuasse dando “alpiste para o passarinho” (senha para dar dinheiro e manter Eduardo Cunha calado), parece que agora ilustra bem as intenções de Bolsonaro. Ao dizer que “muita coisa do governo Temer vai ser mantida”, Bolsonaro está sendo muito claro e anunciando que seu governo não deixará de ser uma continuidade do governo Temer. O encontro de Bolsonaro com Temer, que oficializou a transição, foi muito além da formalidade administrativa e mostrou as grandes afinidades entre o golpista e o fascista.

Bolsonaro não falou que “alguma coisa” ou “algumas coisas”, mas sim que “muita coisa” do governo Temer vai ser mantida. Já sabemos que a reforma da previdência é uma delas. A mesma reforma da previdência de Temer, que poupa juízes, militares e políticos e sacrifica o povo, será a de Bolsonaro. Também sabemos que a reforma trabalhista de Temer será mantida por Bolsonaro. Talvez Bolsonaro apenas acrescente que mulher deva ganhar menos pelo fato de engravidar. O governo Temer também foi marcado pela farra dos ruralistas e Bolsonaro acaba de nomear a líder ruralista na Câmara dos Deputados para o Ministério da Agricultura, a deputada Tereza Cristina. Nome de confiança dos ruralistas, ela é do DEM. Olha o “Centrão” aí no governo Bolsonaro, tal como no governo Temer. A futura ministra é do mesmo partido do Onyx, homem-forte de Bolsonaro e criminoso confesso que pediu e recebeu as desculpas de Sérgio Moro. O controle do Ministério da Agricultura pelos ruralistas, juntamente com a extinção do Ministério do Trabalho, é a senha para Bolsonaro fazer vistas grossas para o trabalho escravo no meio rural, tal como fez o Temer.

Bolsonaro também apóia o teto de gastos públicos do governo de Temer e ele será mantido. Isso, no mesmo dia em que os juízes do STF e a PGR foram contemplados com um aumento afrontoso feito pelo Senado, que elevará seus vencimentos em 16%.

Bolsonaro ainda falou que, se preciso for,  irá procurar Temer outras vezes “porque tem muita coisa que continuará”. Parece que não apenas os ensandecidos eleitores de Bolsonaro se enganaram. Nós também nos enganamos. Dissemos que o Alckmin era o candidato do Temer. Mas agora vemos que o tucano era apenas um dos candidatos. E que, apesar do que falava e seus ludibriados eleitores pensavam, Bolsonaro jamais foi oposição a Temer.

Agora é o Bolsonaro quem fala: Tem que manter isso!

Com a palavra, a boiada fascista.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s