OFICIALMENTE FASCISTA

economia antifascista

“Pai, afasta de mim esse cálice.” (Chico Buarque,”Cálice”, composição de 1973, mas só lançada em 1978 devido à censura).

Será que o simples repúdio ao fascismo, sem menção a qualquer partido ou candidato, pode ser considerada uma “propaganda eleitoral”? Na visão não apenas de um, mas de nove TREs do Brasil, sim. Isso, então, significaria que a própria Justiça Eleitoral reconhece que existe um candidato que pode ser identificado como fascista.

A juíza Maria Aparecida da Costa Bastos, da 199ª Zona Eleitoral do TRE/RJ, determinou que uma bandeira com a simples mensagem “UFF Antifascista” fosse retirada da fachada do prédio da Faculdade de Direito da instituição. A magistrada justificou sua decisão afirmando que os dizeres seriam “propaganda negativa contra Jair Bolsonaro”.

Então, oficialmente a Justiça Eleitoral está afirmando que Jair Bolsonaro representa o fascismo e, assim, propaganda contra o fascismo seria propaganda contra Bolsonaro. Agora, então, parece não restar qualquer dúvida sobre o que Bolsonaro representa. E a afirmação não foi de nenhum adversário e sim da própria Justiça Eleitoral. Além da UFF, no Rio de Janeiro outras universidades foram alvo da perseguição da Justiça Eleitoral por expressarem seus repúdios ao fascismo. Na UFRJ, a bandeira com os dizeres “Contra o Fascismo”, exibida na Faculdade de Direito e “Economia UFRJ Antifascista”, na Faculdade de Economia, também foram censuradas pelo mesmo motivo.

As próprias instâncias superiores do Poder Judiciário, como o TSE e o STF já se pronunciaram reagindo contra a censura ao antifascismo. A autonomia universitária, o livre exercício do pensamento e a liberdade de expressão foram os argumentos de Dias Tóffoli, Presidente do STF, para se posicionar contrariamente às ações s dos TREs. Rosa Weber e Gilmar Mendes também se pronunciaram contra. Era o mínimo que poderiam ter feito e, como membros da Corte que é a guardiã da Constituição, parece que até eles já estão vendo o abismo para onde o Brasil está indo.

Pelo menos, as ações arbitrárias dos TREs foram importantes para que um candidato fosse, oficialmente, declarado fascista. E, dessa vez, quem falou foi a própria Justiça Eleitoral. Vivi para ver um candidato ser declarado oficialmente fascista pela Justiça Eleitoral. Coisas do Brasil…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s