VOTO RETRÔ: QUEM FOI QUEM?

voto retrôEm 1988, o DIAP (Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar) publicou o livro “Quem foi quem na Constituinte”, que monitorou os 559 congressistas eleitos em 1986 e responsáveis pela elaboração da atual Constituição. O livro avaliava, atribuindo inclusive notas que iam de 0 (zero) a 10 (dez), a atuação dos parlamentares, especialmente em assuntos de interesse dos trabalhadores. Na época, o livro servia como um guia para que a população avaliasse qual o parlamentar que votou a favor ou contra os interesses dos trabalhadores. E a nota atribuída ao parlamentar já mostrava isso. Só para dar um exemplo, Temer, na época deputado federal, recebeu a nota 2,25. Numa época em que as eleições e os eleitores não tinham a seu dispor plataformas digitais, o livro passou a servir como um guia para que, analisando votos pretéritos de candidatos, o eleitor fizesse sua escolha.

Hoje, com o acesso maciço de eleitores à internet, diversas informações sobre os candidatos estão ao alcance do eleitorado. O cientista político da UERJ, Fábio Vasconcellos criou uma interessante plataforma, chamada Voto Retrô,  para que o eleitor consulte e escolha o seu deputado federal nas eleições do próximo dia 7 de outubro. O Congresso tem sido o protagonista de importantes decisões da vida nacional, algumas delas lamentáveis. Porém, é bom lembrar que nenhum dos deputados chegou até lá por sorteio. Avaliando como os 513 deputados votaram em questões de grande relevância para o país, o eleitor pode fazer sua escolha que vai, inclusive, aproximá-lo da preferência por algum partido político, por mais que alguns eleitores insistam em dizer que não possuem partido político. O Congresso que aí está foi responsável por golpear a ex-presidente Dilma e por engavetar as denúncias contra Temer, quando muitos deputados literalmente se venderam. Na ocasião, como votaram os candidatos que hoje pedem o seu voto? Na plataforma criada por Fábio Vasconcellos, é possível, por exemplo, filtrar os 513 deputados por estado, pelo assunto da votação e pelo partido político ao qual pertencem. Ele listou quatro grandes votações  na Câmara dos Deputados, a partir de 2016. Foram elas:

Impeachment da Dilma – Sim ou Não?

Reforma Trabalhista – Sim ou Não?

PEC 241 (Teto dos gastos) – Sim ou Não?

Rejeição da Denúncia contra Temer – Sim ou Não? 

Os votos dos 513 deputados, bem como suas ausências, estão registrados na plataforma, que é de fácil manuseio. O link para acessá-la é:

Veja como votou o deputado que agora quer o seu voto. Ferramenta interativa

A ferramenta criada pelo cientista político Fábio Vasconcellos mostra como votou o deputado que hoje pede o seu voto, lembrando os posicionamentos dele em um passado recente. De certa forma, ela também serve para enquadrar o eleitor em um campo ideológico. E isso é importante porque, mesmo dizendo que “não tem partido”, o voto do eleitor, antes de ir para um candidato, vai para um partido político ou coligação. Assim funciona o sistema proporcional que vigora em nossas eleições para deputado federal. Desse modo, a escolha do eleitor mostrará se ele votou na direita, esquerda ou, quem sabe, no centro. Por exemplo, se você eleitor responder Sim à maioria das quatro questões acima, esteja certo que você está na direita e, certamente, votará em um candidato do PSDB, MDB, PSL, DEM, PTB, PP, SDD ou coisa parecida. Porém, se você responder Não à maioria das quatro questões, certamente você estará na esquerda e muito provavelmente votará em algum candidato do PSOL, PT, PCdoB, PCB, PSB, PDT, PSTU ou coisa parecida. O importante, é que você pode ter respondido “Não” a todas as questões e, consultando a plataforma, verificar que alguém em que você pensa em votar, disse “Sim”. Lembre-se: desde 2014 que o Brasil está polarizado e tanto os debates como as pesquisas eleitorais mostram isso. É inegável o crescimento da extrema-direita. Porém, a esquerda está fortalecida, conforme mostram as pesquisas. E, pelo menos até o momento, o chamado “centro” está em um limbo pouco povoado. Antes de votar, consulte o Voto Retrô. Você verá muita coisa que pode ter esquecido e que muitos candidatos não querem que você se recorde.

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s