8 SEGUNDOS DE NAZISMO

relógio nazistaNunca, na história das eleições recentes para a Presidência da República, um candidato soube usar tão bem um tempo tão escasso no horário de propaganda eleitoral na TV como o finado médico Enéas Carneiro, do então PRONA, partido que tinha o número 56. Em 1989, com apenas 10 segundos de aparição na TV, em se tratando de um até então desconhecido, o Dr. Enéas conseguiu ficar nacionalmente conhecido ao simplesmente dizer: “O meu nome é Enéas!”

Estamos a menos de 3 meses das eleições e, em agosto, terá início a propaganda eleitoral gratuita na TV. O candidato nazi-fascista Jair Bolsonaro, atualmente abrigado no PSL, não conseguiu, até o momento, costurar as alianças que planejava e corre o imenso risco de, pela pequena representatividade da agremiação que lhe cedeu a legenda, ficar reduzido a apenas 8 segundos de programa eleitoral na TV. Isso mesmo: apenas 8 segundos. Como aproveitar um tempo tão escasso? Que mensagem mandar ao eleitor? Ao contrário do Dr. Enéas, Bolsonaro é bem conhecido por ser um extremista de direita e, sem Lula no cenário, ele lidera as pesquisas. Então, talvez, em 8 segundos, ele possa disparar, em cada programa, uma das muitas afirmações que o tornaram célebre. Seriam 8 segundos de nazismo a cada programa mas que, vindo de quem vem e defendendo o que defende, torna-se uma eternidade. Quais das suas frases ele poderia dizer em 8 segundos? Talvez uma destas:

“Eu só não te estupro porque você não merece.” 

“Eu sou favorável à tortura.”

“Mulher tem que ganhar menos porque engravida.”

“O trabalhador tem que escolher entre o emprego ou os direitos.”

“Tive quatro filhos homens. No quinto, eu dei uma fraquejada e veio uma mulher.”

“Quilombola não serve nem mais para procriar.”

“O erro da ditadura foi torturar e não matar.”

“Pinochet devia ter matado mais gente.”

“A minha especialidade é matar.”

“Eu não corro o risco de meus filhos se relacionarem com uma negra, porque eles foram bem educados.”

“Com o dinheiro que recebia, eu comia gente.”

“O índio devia comer capim para manter as suas origens.”

“Sou preconceituoso, com muito orgulho.”

“Seria incapaz de amar um filho homossexual. Prefiro que um filho meu morra num acidente do que apareça com um bigodudo por aí.”

A propaganda eleitoral começará em 31 de agosto. E que os 8 segundos fatídicos de nazismo não contaminem os brasileiros.

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s