FHC E A CONFISSÃO DO GOLPE

fhc e o globo

Pouco a pouco a verdade e a canalhice oculta que levaram nosso país ao caos vão se desnudando. Falamos recentemente da matéria da revista Época, que trata daqueles que se consideram arrependidos e admitem terem sido manipulados a favor do impeachment da Dilma. Agora, foi a vez de FHC e, mais uma vez, através da mídia golpista, em seu artigo periódico em O Globo, publicado ontem, na página 9 do jornal dos Marinhos.

FHC é o maior líder tucano e Presidente de Honra do partido que esteve à frente do golpe. FHC é idolatrado pela mídia, assim como seu partido. Ele jamais foi questionado em nada, desde sua mansão em Paris até a remessa ilegal de dinheiro para bancar o filho que teve com sua amante. E ele escreve para O Globo. Mas agora chegou a hora de, no próprio jornal dos Marinhos, ele admitir que o impeachment não se fundamentava na Constituição. Claro que ele usa eufemismo, mas suas palavras não deixam dúvidas. Escreveu FCH:

“Lula e Dilma, em sua fase final, já haviam levado a economia à paralisação e o sistema político a deixar de processar cisões. Daí o impeachment do último governo, ainda que baseado em arranhões de normas constitucionais.”

“Ainda que baseado em arranhões de normas constitucionais…” Parece já não caberem mais eufemismos, embora FHC os use. Ao iniciar a oração com “ainda que”, FHC está dizendo claramente que, a rigor, o impeachment não se justificaria, pois os ditos “arranhões” não seriam causas suficientes para medida tão drástica. FCH acaba de criar um novo eufemismo para golpe. Doravante, além de “intervenção militar”, “arranhões constitucionais” também significarão golpe.

No mesmo artigo, FCH mostra preocupação com a perda de confiança nas instituições e, em outro trecho, o cardeal tucano e articulista do jornal dos Marinhos diz:

“Dificilmente o governo atual, dado a sua origem e o encrespamento político havido, conseguirá pouco mais do que colocar esparadrapo nas feridas.”

Ou seja, FHC demonstra preocupação com a perda de confiança nas instituições e ao mesmo tempo diz que “dado a origem do governo atual”, este não conseguirá nada além de por esparadrapo nas feridas. “Dado a sua origem”… Origem essa ilegítima, ilegal e, portanto, golpista, da qual o PSDB e o jornal para o qual o Sr. FHC escreve, tiveram participação decisiva. E agora, o próprio FCH coloca sob suspeita a origem do câncer que ele e sua laia golpista ajudaram a gerar. E vejam que FHC atrela os chamados “arranhões constitucionais” que teriam dado origem ao impeachment à perda da confiança nas instituições. Bem, depois dos “arrependidos e manipulados”, agora foi a vez de FHC admitir que houve mesmo golpe. Só resta uma única pergunta: Será que ele vai, outra vez, pedir para esquecerem o que escreveu?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s