A GUILHOTINA NAZISTA

apoiadores de bolsonaroÉ profundamente lamentável, principalmente na conjuntura que o país atravessa, ainda vermos ditos seres humanos que apoiam o ultra-nazista Jair Bolsonaro para a Presidência da República vestirem camisas que estampam a imagem do ex-presidente Lula decapitado. E, o mais chocante de tudo: são jovens, que já nasceram sob a democracia e o Estado de Direito, coisa que a ditadura que o candidato que apoiam quer recrudescer, nega terminantemente. No momento em que o ódio chega a sugerir o extermínio físico de um adversário político, então, para eles, não há mais diálogo. Muito menos debate.

Nesta semana, foi celebrado o aniversário de 50 anos do assassinato do estudante Edson Luís, que era tão jovem como muitos dos que talvez usem esta abjeta camisa. Edson Luís era apenas um estudante pobre, que fazia faxina no restaurante do Calabouço em troca de refeições para poder continuar estudando. Foi estupidamente assassinado, sem jamais ter pego em uma arma. Sem nunca ter sido guerrilheiro. Nem ativista político ele era. Assim como o jornalista Vladimir Herzog, o operário Manuel Fiel Filho e tantos outros. Março tem sido um mês cabalístico: mês oficial do golpe militar de 1964, mês do assassinato de Edson Luís em 1968, mês do assassinato da vereadora Marielle e do motorista Anderson. A guilhotina nazista já vem funcionando há tempos, mas parece que antes ela não avisava quem iria matar.

Com o país ainda comovido com o brutal assassinato da vereadora Marielle, o ódio doentio de uma parte da população chega ao ponto de sugerir a morte. E, mais do que isso, eles chegam a expressar essa sugestão. A imagem repugnante acima foi colhida na cidade de Esperantina, no Piauí. É uma imagem forte, que resume o que é o nazi-fascismo: o extermínio físico,  a eliminação sumária daqueles que, pensando diferente, não são considerados opositores e sim “inimigos que devem morrer”.

Ao longo da história, a guilhotina nazista já vem ceifando várias coisas: a dignidade, o acesso à saúde, à educação, ao trabalho e ao salário digno. Tirar a vida dos que se voltam contra tudo isso já foi um expediente infelizmente usado em uma época lúgubre de nossa história. Seria bom que esses jovens nazistas viajassem em uma máquina do tempo. E eles nem precisariam chegar na Revolução Francesa…

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s