REPÚDIO À DESEMBARGADORA DE DIREITA

marília castro nevesEstarrecedora e enojante, sob todos os aspectos, as declarações da militante política de direita travestida de desembargadora, Sra. Marília Castro Neves, sobre o brutal e covarde assassinato da vereadora Marielle Franco. Marília Castro Neves é desembargadora do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro e, em seu perfil no Facebook, publicou uma postagem em que afirma que a “tal Marielle” não era apenas uma “lutadora”; ela estava engajada com bandidos! Foi eleita pelo Comando Vermelho e descumpriu…

A postagem da militante política de direita vem sendo alvo de muitas críticas e de indignações por parte de todas as pessoas de bem, independentemente da linha política. São acusações estúpidas, delirantes, odiosas e que reflete bem o que uma magistrada oriunda da elite branca sente com a ascensão e projeção de uma mulher negra oriunda da favela. Mas a militante de direita travestida de desembargadora não pára por aí. Em seu discurso de ódio, a suposta magistrada vomita impropérios e joga todo seu recalque em cima da esquerda em geral. Na mesma postagem, a militante de direita acrescenta que qualquer coisa diversa é “mimimi” da esquerda tentando agregar valor a um cadáver tão comum como qualquer outro.

Analisando a página da senhora Marília Castro Neves percebe-se nitidamente a sua preferência e militância política pela ultra-direita, o que é ilegal e inadmissível para quem exerce a magistratura. Em uma postagem de janeiro de 2017, a senhora Marília Castro Neves recomenda a leitura de um estudo intitulado “A Esquerda e o Crime Organizado” e na mesma postagem ela chama os esquerdistas de “criminosos”. Ela ainda “curte” várias páginas, como a do grupo “Endireitando a Verdade”, organização ultra-direitista que defende os torturadores da ditadura militar e também a página “Juiz Wilson”, que abandonou a magistratura para filiar-se ao PSC, partido do Bolsonaro. Ela também é fã do juiz tucano Sérgio Moro.

Todos sabemos a quem a dita togada serve. Ela é uma militante da ultra-direita na magistratura. O Conselho Nacional de Justiça tem a obrigação de processá-la e puni-la com toda severidade, na forma da lei.  Isso sem falar do processo a que essa “togada militante de direita” deve responder pelas acusações levianas, criminosas e irresponsáveis contra Marielle Franco. Sabemos bem quem a senhora Marília Castro Neves representa. Os seguidores do candidato que ela apóia também escarneceram da morte de Marielle. Mas, querendo ou não, nada intimidará as bandeiras de Marielle Franco, que já entrou para a história do Brasil como grande defensora dos direitos humanos, apesar de sua origem pobre e humilde. Ao contrário da magistrada militante da direita, que terá sempre, de forma animalesca, vomitar os seus recalques por ver uma mulher negra e favelada chegar a um patamar de notoriedade histórica que ela jamais chegará. Marielle Franco viverá para sempre, enquanto a desembargadora Marília Castro Neves sabe que já morreu para a história.

Um comentário sobre “REPÚDIO À DESEMBARGADORA DE DIREITA

  1. Martha

    Desde que a história existe, observamos comentários e condutas infelizes vindo de pessoas que deveriam dar exemplos se não para o próximo ao menos para sí mesma. Tenho certeza que uma vendedora de balas, tem mais a nos acrescentar do que essa senhora que se intitula desembargadora.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s