LULA NOBEL DA PAZ ?

lula e esquivel

No próximo mês de outubro pode ser que o ex-presidente Lula não concorra à Presidência da República. Mas nesse mesmo mês de outubro, ele poderá estar concorrendo em uma outra eleição longe do Brasil: uma eleição que acontece todos os anos, na Noruega, para a escolha do vencedor do Prêmio Nobel da Paz. Lula será um dos indicados para a láurea concedida pelo Comitê Nobel Norueguês, em Oslo. Se vai ganhar, aí já é outra história.

O anúncio da indicação do nome de Lula foi feito essa semana. Seu nome será indicado por Adolfo Pérez Esquivel, ganhador do Nobel de 1980. Esquivel é um famoso ativista argentino em prol dos direitos humanos e destacou-se, na época em que recebeu o prêmio, por sua atuação pacífica na luta contra a ditadura militar argentina, da qual foi vítima, tendo sido preso e torturado durante a ditadura do general Videla. Como ganhador do prêmio, ele tem o direito de fazer uma indicação e já antecipou que irá indicar o nome de Luiz Inácio Lula da Silva. Esquivel justifica sua indicação dizendo que Lula tirou milhões de pessoas da extrema pobreza e foi o responsável pelo aumento do IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) no Brasil.

Caso Lula possa disputar a eleição presidencial, dificilmente perderá. Já a disputa pelo Nobel da Paz será bem mais difícil e, vou logo avisando aos coxinhas e à direita reacionária: não precisam ficar tão preocupados porque até agora já foram feitas 328 indicações, o que diminui muito as chances de Lula ganhar. Mas, ao mesmo tempo, lembramos aos coxinhas e à direita reacionária, que só a indicação já é uma das maiores distinções do mundo. Nosso planeta tem, hoje, 7,6 bilhões de habitantes. Estar entre apenas 328 indicados nesse total não é para qualquer um. A probabilidade de um ser humano, entre 7,6 bilhões, ganhar o Nobel da Paz é bem menor do que a de um espermatozoide fecundar um óvulo, que é um em 300 milhões. Se Lula não ganhar, a indicação já valeu, e muito. E se ele ganhar estando preso? Aí, ele deixará de ser líder e passará a mártir. No mesmo patamar da Madre Tereza de Calcutá e da menina paquistanesa Malala. Será que teríamos “O golpe de Oslo”?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s