REDE GLOBO FOI OCUPADA HOJE

ocupação da globoAs Organizações Globo são, por excelência, a personificação da mídia golpista. Eles são facciosos, tendenciosos e manipuladores. Eles apoiaram a tentativa de golpe contra Getúlio, em 1954. Eles apoiaram o golpe de 1964 e a ditadura militar. Eles tentaram mudar o resultado da eleição para governador do Rio de Janeiro em 1982, com o vergonhoso e criminoso “Escândalo da Proconsult”. A máscara deles caiu, em 1994, com o “Escândalo da Parabólica” e a canalhice  assumida em um conluio para beneficiar Fernando Henrique na eleição daquele ano. Eles não param. Apoiaram Alckmin, Serra e Aécio e sempre foram contra as medidas inclusivas dos governos petistas. Não podemos dizer que o PT não cometeu erros. Cometeu sim. E muitos.  Mas os escândalos tucanos sempre foram amortecidos pela desinformação e omissão da emissora dos Marinhos.

Evidentemente não existe grau zero de neutralidade, seja na ciência, seja na política. Quando temos então um órgão de informação que é concessionário do poder público, como a televisão, aí o jornalismo deve ser informativo e não tendencioso. Qualquer veículo de informação pode e deve ter o seu ponto de vista. Mas este deve se limitar aos editoriais. No caso da Globo, não é e nunca foi assim. Eles foram partícipes midiáticos fundamentais no conluio que tirou Dilma do governo e a parcialidade da Globo em seus telejornais, entrevistas e coberturas jornalísticas ao vivo sempre foram para depreciar os movimentos populares, criminalizando-os.

Hoje, em resposta a essa postura neofascista da Globo, a porta da emissora, no Jardim Botânico, no Rio de Janeiro, foi ocupada por diversos movimentos sociais. Não foi uma manifestação maciça, mas o simbolismo da mesma é importante para marcar a posição de repúdio a uma emissora que sempre esteve do lado do grande capital e da entrega do país ao estrangeiro. O protesto também é uma reação  ao modo de como a Globo e todos os seus veículos midiáticos vêm fazendo a cobertura em relação ao julgamento do ex-Presidente Lula. Nunca houve isenção. Trata-se de um julgamento que divide o país não apenas politicamente, mas, principalmente, juridicamente, visto que grandes juristas apontaram diversos erros no processo, o que não é divulgado pela emissora.

O protesto foi pacífico, e válido, e chama a atenção, principalmente, para clamarmos pela democratização nos meios de comunicação. A “toda-poderosa do Jardim Botânico” já é dona do futebol. Já é dona do Carnaval. Não satisfeita, quer ser dona da consciência das pessoas. Ela não presta um serviço público. Mas ainda há quem a enfrente como, por muito tempo, Brizola a enfrentou. Hoje, com toda certeza, o velho caudilho dos Pampas, de onde ele está, sorriu. E sua lição nunca deve ser esquecida: “Quando você estiver em dúvida em relação a que lado tomar, é só ver de que lado está a Globo. Então, é só ficar do lado oposto.”

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s