NO “DIA DO FICO”, CRISTIANE BRASIL “SÓ FICOU”

ficar9 de Janeiro é uma data que entrou para a história do Brasil como o “Dia do Fico”. Naquele dia, no ano de 1822, o Príncipe-Regente D. Pedro, desobedecendo às ordens das Cortes Portuguesas, decidiu “ficar” no Brasil, ato que aceleraria a Independência. Hoje é o “Dia do Fico”. Quase 200 anos depois, o uso pragmático da linguagem deu novos significados à palavra “ficar”. Em um deles, muito usado há algum tempo, “ficar” significa namoro passageiro e sem compromisso, sem grandes responsabilidades.

Hoje seria a posse de Cristiane Brasil, a filha do bandido mensaleiro, no Ministério do Trabalho. A indicação de Cristiane Brasil foi mais um tapa na cara do País dado pelo peçonhento golpista do Jaburu. A deputada Cristiane Brasil, além de votar a favor de todas as medidas que agridem os direitos dos trabalhadores,  também foi condenada em duas ações trabalhistas. A indignação atingiu a classe jurídica em especial, fazendo vários advogados entrarem com ações para barrar a indicação da filha do ex-presidiário aliado do golpista. Em uma delas, que deu entrada na 4a. Vara Federal de Niterói (RJ), o juiz Leonardo da Costa Couceiro deferiu o pedido, alegando que a indicação da filha do mensaleiro viola os princípios da administração pública.

Cristiane não queria “só ficar”, no sentido pragmático do termo, com o Ministério do Trabalho. Ela tinha intenções mais profundas. Trata-se de uma das mais importantes pastas do Governo Federal. E uma super-máquina para as próximas eleições. Ela tanto já sabia do risco que corria de apenas “ficar” que tentou, sem êxito, antecipar a sua posse para o dia de ontem. Mas ela terá que se contentar em apenas “ficar”. Pelo menos hoje, não haverá posse. A decisão é em caráter liminar e a Advocacia-Geral da União já recorreu. Mas foi uma decisão importante e que, mais uma vez, aumenta a níveis inimagináveis o volume de esgoto em que se transformou o governo golpista.

Esperamos que o MBL, invasores de museus e outros moralistas de plantão estejam comemorando. Mesmo com eles tendo feito um pacto para não atacarem Temer. Afinal, a decisão do magistrado Leonardo Couceiro, não permitindo a posse da filha do ex-presidiário, também impedirá que Nelson Nahim, o tarado pedófilo suplente de Cristiane, assuma a sua cadeira na Câmara dos Deputados. Por enquanto, ela “só ficou” com o Ministério do Trabalho…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s