SARNEY: O FÓSSIL VIVO IMORTAL

sarney dinossauroJosé Sarney não é imortal apenas da cadeira número 38 da Academia Brasileira de Letras, que ocupa desde 1980. O provinciano do Maranhão provou, nessa virada de ano, que ainda é influente e, com certeza, manda no governo golpista, ilegítimo e corrupto do Sr. Temer. Com a saída, ao apagar das luzes de 2017, de Ronaldo Nogueira (PTB), do Ministério do Trabalho, Temer contactou o partido de Roberto Jefferson para indicar outro nome. Ato contínuo, o PTB indicou Pedro Fernandes. Ocorre que Pedro Fernandes é alinhado ao governador  do Maranhão Flávio Dino, do PCdoB, portanto, adversário local de Sarney e do seu clã político e familiar. Sarney, imediatamente, vetou o nome de Pedro Fernandes.

Isso não é presidencialismo. Também não é parlamentarismo. É o caciquismo, onde absurdamente uma questão local, de interesse de alguém que já deixou de ser presidente da República há quase 30 anos, influi em uma questão nacional. Mas Sarney não é só cacique. Sua biografia política é bem extensa. Ele foi grileiro. Ele foi UDN, que apoiou o golpe militar. Depois, ele foi ARENA, que apoiou a ditadura militar. Depois, ele foi PDS, que continuou a apoiar a ditadura militar. E tornou-se presidente da República sem um único voto, devido à morte do avô do Playboy do Pó. Nunca deixou de ser a continuação da ditadura, só que de paletó e gravata. Seu Plano Cruzado congelou salários (pela média) e preços (pelo pico). Terminou seu governo com uma impopularidade só comparada à do atual. Tudo a ver.

Tanto ele como sua família são alvo de denúncias gravíssimas e até a prisão dele já foi pedida. Mas, infelizmente, ele sempre foi blindado e protegido por uma Justiça acuada e medrosa, que só tem mãos pesadas para pobres e negros. Agora, ele consegue interferir até na nomeação de um ministro em um dos governos mais corruptos da história do Brasil. Pobre democracia brasileira! Nesse momento, o Presidente do PTB, Roberto Jefferson, bandido que foi o pivô e beneficiário do mensalão, discute com Temer um outro nome, porque o Sarney já vetou o primeiro. E o cargo pertence ao PTB. Imaginem se não pertencesse! É gente, o Sarney já está beirando os 90 anos de idade, diz já ter se aposentado da vida política e não passa de um “fóssil vivo”.  Mas até um bandido como o Temer se caga de medo dele. Os “marimbondos de fogo” estão soltos no Jaburu!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s