LULA, EURICO E A MÍDIA QUE MENTE E QUE MATA

downloadeurico mirandaA mídia golpista está se superando. Está superando até um outro golpista midiático histórico, que foi Carlos Lacerda. Lacerda, o eterno golpista udenista tanto difamou, tanto caluniou, tanto mentiu, tanto distorceu sobre Getúlio Vargas em seu jornal,  que acabou sendo vítima de um desastrado e mal sucedido atentado. Para ganhar mais “vitimização”, acabou dando um tiro no próprio pé.

Mas hoje parece que a mídia golpista “evoluiu”: eles mentem e matam. Mário Vitor Rodrigues, jornalista da “Isto É”, escreveu um artigo intitulado “Lula deve morrer”. Escreve o articulista em seu artigo: “Pelo bem do País, Lula deve morrer. Eis uma verdade incontestável. Digo, se Luiz Inácio ainda é encarado por boa parte da sociedade como o prócer a ser seguido, se continua sendo capaz de liderar pesquisas e inspirar militantes Brasil afora, então Lula precisa morrer.”“fatwa”  do jornalista fundamentalista de direita foi proferida em coluna publicada na “Isto É” do último dia 10 de novembro.

 Pelo que podemos inequivocamente depreender do texto, o fundamentalista midiático não está se referindo à morte política ou eleitoral do líder petista. Está se referindo à morte física mesmo. É o extremo limite do ódio. Lula está condenado pela Justiça, tem um juiz inequivocamente parcial em seu julgamento, está respondendo a vários processos e recorreu da condenação em primeira instância. Sua situação, por não ter foro privilegiado, é até muito pior do que seus adversários que possuem essa membrana imoral. Não vou entrar no mérito. Mas, por que o Lula deve morrer para o fundamentalista midiático? Só porque ele lidera as pesquisas e tem muitos seguidores na sociedade? E se fosse o Aécio que liderasse a pesquisa? E se fosse o Bolsonaro? E se fosse o Temer? O que diria Mário Vitor Rodrigues? O articulista-sentenciador afirmou que pediu proteção policial, por causa das ameaças que vem sofrendo de quem chama de “fanáticos” que não sabem interpretar seus textos. Então, eu também me incluo aí. Porque o texto é claro: o jornalista disse que Lula deve morrer. Quanto ao adjetivo de “fanáticos”, seria interessante o jornalista dizer que adjetivo devem receber aqueles que invadem museus, atacam e depredam templos religiosos, agridem uma filósofa  no aeroporto. As eleições de 2018 já tinham começado com uma condenação de Lula à prisão; agora, o segundo grande episódio foi uma sentença jornalística de morte. Será que teremos em 2018 as eleições do “tiro, porrada e bomba à la Bolsonaro”?

Lula, você não está sozinho. Nesta semana, o jornalista Juca Kfouri sugeriu na TV  o assassinato do Presidente do Vasco, Eurico Miranda, como única maneira de tirá-lo da Presidência do clube de São Januário. Eurico tem muito em comum com Lula. Ambos são odiados pela mídia, especialmente pela Globo. Ambos são vítimas de mentiras sobre eles. Ambos fazem administrações priorizando a inclusão social. Ambos desagradam as elites sociais e esportivas. Ambos têm muitos votos e muitos seguidores chamados de “fanáticos” pela mídia. E ambos são vascaínos. Sim, porque Lula nunca foi corintiano. Isso foi um ingrediente meramente político em seu currículo para angariar mais votos.

Seria bom que a imprensa investigativa, que tanto se preocupou com o pedalinho do Lula e com a cunhada do Eurico que votou na “urna 7”, procurasse, também, investigar essas sentenças de morte proferidas por seus colegas. Sem corporativismo. Antes que Mário Vitor e Juca Kfouri dêem um tiro no próprio pé…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s