A CORRUPÇÃO TAMBÉM VESTE FARDA

corrupção forças armadasA corrupção não tem matiz ideológico. Não tem partido político. Pode vestir paletó e gravata. E também pode vestir farda, seja ela verde, branca ou azul. Para os saudosistas emburrecidos que vêem na intervenção militar (eufemismo para golpe) uma solução para o problema da corrupção no Brasil e para aquela garotada que nasceu principalmente na década de 1980 e não sabe o que foi a ditadura, é bom lembrar que durante o regime militar tivemos, sim, vários casos de corrupção. Ocorre que, em uma ditadura, os poderes e os órgãos responsáveis pela apuração de corrupção e de outros crimes, não são independentes. Poder Judiciário, Polícia Federal, Ministério Público e Procuradoria da República necessitam de independência para poderem exercer suas funções dentro de um Estado Democrático de Direito. Só que, por muito tempo, esses órgãos não tinham autonomia e diversos escândalos foram abafados, mesmo depois da ditadura militar.

Durante os governos militares, tivemos sim corrupção. Casos famosos de escândalos como o Coroa-Brastel, o caso do contrabando de pedras preciosas pelo Ministro da Justiça e outros tantos que tempos depois vieram a público. Recentemente, o almirante Othon Silva, ex-presidente da Eletronuclear,  foi condenado na Lava-Jato a penas que totalizam mais de 40 anos de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro.

Hoje chegou até nós, através do site Brasil 247, informações de que o Ministério Público Militar, em 60 denúncias, aponta desvio de 191 milhões nas Forças Armadas, incluindo fraudes em licitações, corrupção, estelionato, dentre outros. Até então, não tínhamos acesso a levantamentos dessa natureza no Ministério Público Militar. As denúncias atingem o alto oficialato das Forças Armadas. Os dados divulgados mostram que, de 2010 até hoje, mais de 100 militares já foram condenados por crimes de corrupção.

Nossa democracia anda cambaleante. Recentemente denúncias gravíssimas (algumas evidentes) contra o presidente golpista em exercício foram engavetadas pela Câmara dos Deputados e já sabemos que a segunda denúncia também será engavetada por deputados comprados. Apesar da podridão predominante de nossa classe política, da visível partidarização de alguns setores do Judiciário e de uma membrana cancerosa chamada foro privilegiado, não podemos nos esquecer de que foi só na democracia que vimos ex-Ministros presos; só na democracia vimos grandes empresários presos; só na democracia vimos ex-senadores e ex-deputados presos; e só na democracia vimos um almirante condenado a mais de 40 anos de prisão. Por isso, mesmo com vários defeitos, ela ainda vale muito.

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s