VALEU A PRESSÃO – O GOLPISTA RECUOU!

sos amazoniaAinda respiramos, apesar dos ares pesados que cobrem a atmosfera política e moral do Brasil. Ainda respiramos, apesar das lutas contra os demolidores de direitos e de sonhos que tomaram de assalto o Planalto. Ainda respiramos, mesmo estando, nesse momento, sendo governados por Maia e Fufuca. Mas tudo indica que os orgasmos de poder de Maias e Fufucas deverão ser mais curtos do que o previsto. Da China, o presidente golpista Michel Temer anunciou que deverá antecipar o seu regresso. A qualquer momento pode estourar outra denúncia do Procurador Rodrigo Janot. E, se por um lado, Temer quer vender o Brasil, ele também quer continuar comprando a sua permanência no cargo. Mas  parece que o golpista também é caloteiro. O Solidariedade, partido que se vendeu na votação, parece não ter recebido. Perguntem ao “Paulinho da Farsa”.   E Temer quer estar aqui, não sei se para pagar os votos comprados que ainda não foram pagos ou para renegociá-los.

Nesse contexto, o governo golpista decidiu suspender por 120 dias o decreto que havia liberado a Reserva Nacional do Cobre para a exploração mineradora. Disse o Sr. Temer que a suspensão se deu para que se ocorra “um amplo debate com a sociedade”. Mas, na verdade, esse recuo foi resultado de uma ampla reação dessa mesma sociedade com quem ele não quis debater. Chega a ser risível o Sr. Temer falar em “amplo debate com a sociedade”. E não podemos acreditar nisso, simplesmente porque esse nunca foi o “modus operandi” do golpista do Jaburu. Claro que já foi uma conquista. Ele recuou. Valeu a nossa pressão. Mas debater com a sociedade nunca foi um traço característico do governo Temer. Ele não chamou a sociedade para debater as reformas da previdência e trabalhista; nem para debater as terceirizações. A sociedade também não está sendo chamada para debater a reforma política e o vergonhoso fundo bilionário para financiar as campanhas eleitorais. Portanto, essa suspensão dos efeitos do decreto de liberação da área da Renca, na Amazônia, deve ser vista com reservas. Com certeza, Temer e sua trupe querem ganhar tempo. As privatizações que estão em curso pretendem lotear o país e a Amazônia também está no carrinho de compras de grupos estrangeiros.

Portanto, não podemos acreditar no Presidente golpista. Ele recuou, mas certamente foi um recuo estratégico. A venda da Amazônia está na sua carta de compromisso com grupos internacionais. Por ora, respiramos. A Amazônia (ainda ) respira. A soberania respira. Mas o estado de alerta não pode parar.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s