O CESAROPAPISMO NO RIO DE JANEIRO

cesaropapismo“Cesaropapismo” era o nome que recebia, no antigo Império Bizantino, a acumulação, pelo Imperador, do poder político e religioso. Isso ainda acontece em alguns países onde o Estado não é laico e já aconteceu, oficialmente,  no Brasil-Império, quando a Constituição de 1824, de caráter confessional, conferia ao Imperador o poder de tomar relevantes decisões em relação à Igreja Católica, submetendo a Igreja ao Estado. Desde a Proclamação da República, em 1889, que o Brasil é um Estado laico, com a clara separação da Igreja do Estado. A laicidade do Estado foi mantida em todas as Constituições republicanas, independentemente do regime político vigente.

É necessário esclarecer, entretanto, que isso não impede que um religioso convicto e fervoroso, seja de qualquer credo, assuma um cargo no Executivo. Ele não deve, entretanto, misturar e confundir os assuntos do Estado e do governo com sua fé religiosa, que no Brasil, segundo a Constituição de 1988,  é de plena liberdade. A própria Constituição define como crime qualquer tipo de preconceito, desrespeito ou perseguição por motivos religiosos.

Mas o que vem acontecendo na Cidade do Rio de Janeiro, desde a posse de Marcelo Crivella como Prefeito, em janeiro de 2017, mostra que a administração da cidade está tomando um rumo oposto ao Estado laico consagrado na Magna Carta. Crivella é bispo licenciado da Igreja Universal do Reino de Deus, que tem como líder máximo Edir Macedo, de quem o prefeito carioca é sobrinho. Crivella, desde sua posse, vem dando mostras muito claras de que governará segundo a cartilha de sua Igreja e tem até deixado de participar de eventos oficiais da cidade que, claramente, contradizem os dogmas de sua Igreja. Foi assim ao não participar da abertura do Carnaval, evento que tem como culminância a entrega simbólica da chave da cidade pelo Prefeito ao Rei Momo. Temos visto também como o Prefeito do Rio vem nomeando para cargos importantes na Prefeitura pessoas ligadas à sua Igreja. Isso, sem dúvida, dá o tom de sua administração. Recentemente foi noticiado que a Prefeitura patrocinaria um filme sobre a biografia do Bispo Macedo, ao mesmo tempo em que, tudo indica, ele não se entusiasma pela maior festa popular do Rio, o Carnaval. Foi emblemática a participação de Crivella, recentemente, em um evento na África do Sul, em que ele foi anunciado como “Bispo Crivella” e não como “Prefeito do Rio”. Mesmo sendo um evento religioso, causa espécie ele não ter sido anunciado, também, como Prefeito de uma das maiores e mais importantes cidades do Mundo. Gera dúvida, e até desconfiança, como será a administração de Crivella até o final do mandato. O Rio de Janeiro é um dos ícones da diversidade, sob todos os aspectos, e certos eventos que ensejam um posicionamento de repúdio por parte de sua religião não podem ser vistos pelo prefeito pelo lado religioso. Até porque ele é prefeito de uma cidade e não de uma comunidade religiosa. Já falamos do Carnaval. Mas, como ficam eventos importantes da cidade e como eles serão tratados pelo Prefeito-pastor? Festa de São Sebastião, Dia da Consciência Negra, que congrega pessoas de religiões afro-brasileiras, assim como a Procissão de Iemanjá, no final do ano? E a Parada do Orgulho Gay? E o “Reveillon”? Todos esses eventos estão no calendário turístico e cultural da cidade, só para citar alguns. Resta saber se, durante esses eventos, Crivella será Prefeito-Pastor ou apenas Prefeito. Ele tem sido Prefeito-Pastor, trazendo para a administração pública ditames de sua religião. Quero estar equivocado, mas tudo indica que o Rio viverá, até o final de 2020, um regime de Cesaropapismo, em que o Prefeito acumulará e confundirá políticas públicas e poder político com religiosidade. Tudo isso, apesar de nossa cidade chamar-se São Sebastião. Que o Prefeito conviva bem com o padroeiro, com cada um na sua. E que ele saiba separar as funções de Prefeito das de Pastor. Será muito bom para a sua Igreja e, principalmente, para a nossa cidade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s