A SACANAGEM E O “DIA D”

aéciodia dEm uma das conversas captadas no escândalo do “Jaburugate”, Aécio Neves dizia a seu interlocutor que, logo depois da derrota sofrida nas urnas em 2014, seu partido, o PSDB, iria entrar com um pedido de impugnação da chapa Dilma-Temer “só para sacanear o PT”. Essas foram as palavras do derrotado candidato tucano. Mal sabia ele que, algum tempo depois, ficaria aliado de Temer, justamente aquele que acabaria sendo prejudicado pela sua “sacanagem”. Na verdade, Aécio, em alguns aspectos, faz lembrar o modo lacerdista de fazer política: ele é elitista e golpista e depois da derrota em 2014, seu lema foi uma paráfrase do que o antigo udenista dizia sobre Getúlio, só que mudando Getúlio por Dilma: “não podemos deixar que Dilma governe, vamos incendiar o país, vamos travar tudo”. Palavras de quem, com certeza, nunca quis o bem do Brasil. Ele ainda não falava em mandar matar ninguém (o que só saberíamos depois), mas foi um dos maiores articuladores do conluio que acabaria tirando Dilma da Presidência. Com o escândalo do “Jaburugate”, não apenas a máscara de Temer cairia, mas também a sua. Os desdobramentos do escândalo levaram a seu afastamento do Senado e ao confinamento em sua luxuosa casa em Brasília. Já em relação a Temer, a uma reação desesperada para manter-se no poder, para salvar a si e seus fiéis escudeiros de uma prisão pós-Presidência. Apesar do clamor das ruas, Temer diz que não sai. Apesar dos 13 pedidos de impeachment, o Sr. Maia, aliado de Temer que preside a Câmara,  não dará andamento a nenhum. Restou, então, a “sacanagem do Aécio”, que, nesse momento, acaba se tornando uma alternativa mais rápida (embora também mais honrosa), para a saída do Mordomo do Jaburu.

É verdade, e nesse aspecto temos que concordar com o Ministro Gilmar Mendes, que o Judiciário não tem como atribuição resolver crise política. E que pedidos de vista (que protelam os  julgamentos) são expedientes comuns na Justiça. Mas também é verdade que a “sacanagem do Aécio” acabou jogando no colo do TSE um peso que, queiram ou não, acabará indo além de suas atribuições. O julgamento da “sacanagem do Aécio” está marcado para o próximo dia 6 de junho. Ironicamente, o dia que entrou para a história como sendo o “Dia D”, com o desembarque das tropas aliadas na Normandia e a consequente libertação da França do domínio nazista. E poderá, também, ser o “Dia D” na crise política que tomou conta do país. Temer aposta tudo em um pedido de vista, para que haja a postergação do julgamento e com isso possa ganhar tempo e alguma sobrevida.  Se nenhum juiz pedir vista e a chapa Dilma-Temer for cassada, ainda caberia o recurso, mas a situação do Mordomo ficaria por um fio. Mas esse nosso “Dia D” também pode ser assim chamado por ser o prazo que o PSDB deu a si mesmo para decidir se continua ou desembarca do governo cambaleante de Temer. Assim como Dilma começou a cair quando o PMDB lhe tirou o apoio, o mesmo ocorrerá com Temer caso o PSDB desembarque de sua já carcomida base aliada.

Repito, um pedido de vista é algo comum no Judiciário. Mas a desconfiança do povo, infelizmente, já atinge os três poderes. De uns tempos para cá, os Ministros do STF são mais conhecidos do que os próprios Ministros de Estado e há uma indignação profunda com decisões partidárias vindas de um poder que deveria primar pelo equilíbrio. Pode não ser, mas muitas vezes o povo vê cheiro de “acordão” no ar.  Mas o Judiciário tem uma grande chance nesse “Dia D”. Se hoje o Executivo e o Legislativo viraram a cara para as demandas do povo, o Judiciário pode (e deve) ocupar o vácuo deixado por aqueles dois carcomidos poderes. Queiram ou não suas excelências do TSE, caiu no colo de vocês a “sacanagem do Aécio”. Que não seria quase nada se não fosse o atual momento. E que pode até mesmo começar a resolver a atual crise política. Nunca pensei que uma “sacanagem” pudesse resolver alguma coisa. Principalmente vinda do Aécio.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s